Capa » Cemaden » SITUAÇÃO ATUAL E PROJEÇÃO HIDROLÓGICA PARA RESERVATÓRIO TRÊS MARIAS – 03/02/2020

SITUAÇÃO ATUAL E PROJEÇÃO HIDROLÓGICA PARA RESERVATÓRIO TRÊS MARIAS – 03/02/2020

A precipitação média espacial, acumulada durante a estação chuvosa, nos meses de outubro de 2019 a fevereiro de 2020 (até dia 02), baseado nas redes pluviométricas que cobrem a bacia de captação do aproveitamento hidrelétrico de Três Marias (12 pluviômetros do INMET e 20 pluviômetros do CEMADEN), foi de 892 mm, equivalente a 75% da média climatológica (1983-2019) para o período chuvoso, compreendido pelo período entre outubro a março (1194 mm). No mês de janeiro de 2020, a precipitação na bacia foi de 390 mm, o que representa 46% acima da média para este período (267 mm).

A vazão natural[1] média do Aproveitamento Hidrelétrico Três Marias durante a estação chuvosa de novembro de 2019 a janeiro de 2020 (até dia 30), de acordo com os dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), foi de 687 m3/s, o que equivale a 70% da vazão histórica média mensal na bacia (1983-2019) (981 m³/s). No mês de janeiro de 2020, a vazão natural média, foi 1076 m³/s, o que representa 77% da vazão histórica média mensal considerando o período de 1983-2019 (1399 m³/s). Ainda segundo o ONS, a vazão defluente média, para o mês de janeiro, foi de 298 m3/s (até dia 30). O reservatório de Três Marias operou no dia 02 de fevereiro de 2020, com 72% do volume útil.

[1] Vazão que existiria caso não houvesse interferência humana.

Previsão de chuva para os próximos dias

As previsões de chuva baseadas no modelo GENS/NOAA indicam que nos próximos 03 dias não se esperam precipitações expressivas para a bacia de captação do reservatório Três Marias. Entretanto, a partir do dia 05 de fevereiro as precipitações passarão a ser mais volumosas e generalizadas. Os valores totais acumulados nos próximos 10 dias poderão superar os valores médios da época (Figura 1).

Figura 1. Previsão de precipitação acumulada em milímetros (mm) nos próximos 3 (a) e 10 (b) dias para a bacia de captação do Aproveitamento Hidrelétrico Três Marias, segundo a previsão do modelo numérico GENS/NOAA. A área da bacia de captação do Aproveitamento Hidrelétrico Três Marias é indicada na Figura com linha preta espessa.

Projeção de vazão e armazenamento para os próximos meses

A Figura 2 apresenta, além das vazões médias mensais observadas, as projeções de vazão média mensal natural (em m³/s), obtidas a partir da previsão de precipitação para o período 03 a 12 de fevereiro de 2020, e dos cenários de precipitação de 13 de fevereiro a 30 de abril de 2020. Para a obtenção das projeções da vazão natural média mensal foram considerados quatro diferentes cenários de precipitação: média climatológica, 25% acima e abaixo da média, e um cenário de precipitação igual ao ocorrido no período de fevereiro a abril de 2001 (série crítica de precipitação no período 1983-2019). As simulações indicam que, considerando um cenário de chuva na média histórica, a vazão média no período entre fevereiro a abril de 2020 seria de, aproximadamente, 1344 m³/s, o que representa 35% acima da média histórica desse período (995 m³/s).

Figura 2. Cenários de vazão natural média mensal (em m³/s) para o aproveitamento Hidrelétrico de Três Marias (linhas tracejadas): precipitação 25% abaixo da média climatológica (azul claro); na média climatológica (cinza) e precipitação 25% acima da média climatológica (azul escuro); e precipitação igual ao ocorrido entre fevereiro a abril de 2001 (laranja). As linhas espessas representam as vazões médias mensais observadas de acordo com a ONS: vazão média mensal para o período 1983-2019 (preto); vazão mínima média mensal para o período 1983-2019 (marrom); vazão média mensal de maio de 2018 a abril de 2019 (magenta); e vazão média mensal de maio a janeiro de 2020 (roxo).

 

A Figura 3 mostra as projeções da evolução do volume armazenado no reservatório do Aproveitamento Hidrelétrico Três Marias usando a previsão e projeção de vazões e considerando uma defluência média de 300 m3/s para o período de 03 de a 30 de abril de 2020, conforme divulgado pela ANA/CEMIG/ONS. Nesta simulação foram incorporadas as captações outorgadas pela ANA[2] no reservatório Três Marias, em valores médios mensais. Segundo as projeções, no cenário de precipitação na média climatológica, o reservatório, estaria em 30 de abril de 2020 com, aproximadamente, 118% do volume útil. É importante salientar que, o modelo PDM superestima os valores máximos de vazão, portanto, os valores de volume também podem estar superestimados.

[2] http://www2.ana.gov.br/Paginas/institucional/SobreaAna/uorgs/sof/geout.aspx#outorgasana

Figura 3. Projeções da evolução do armazenamento do Aproveitamento Três Marias para quatro cenários: precipitação 25% abaixo da média (linha azul claro), na média climatológica (linha cinza), 25% acima da média (linha azul escuro) e série de precipitação crítica (2013/2014) (linha laranja), considerando o Volume Útil (15.278 hm³) e uma defluência média de 300 m³/s para o período de dezembro de 2019 a março de 2020. As linhas sólidas representadas pelas cores roxa e magenta mostram, respectivamente, a evolução do armazenamento do Aproveitamento Três Marias no período de janeiro a 01 de dezembro de 2019 e de janeiro de 2018 a março de 2019. A linha preta na horizontal representa o volume máximo do reservatório (100%).

 

Conclusões

O reservatório da usina hidrelétrica de Três Marias, localizado na porção alta da bacia do Rio São Francisco, atua como importante fonte de produção energética para o país, além de contribuir para os reservatórios de  Sobradinho/Paulo Afonso/Xingó, maior complexo hidrelétrico do Nordeste, responsável por 95% da energia gerada na região. No entanto, essa bacia enfrenta uma grave crise em função do déficit pluviométrico observado nos últimos 6 anos, além de outros problemas de conservação ambiental. Na estação chuvosa atual, a precipitação acumulada nos meses de novembro de 2019 a fevereiro de 2020 (até dia 02), corresponde a 75% da média climatológica, o que deixa o reservatório, que conta atualmente com 72% de seu volume útil, em estado de atenção. A partir das elevadas taxas de precipitações observadas nos últimos dias e das previsões meteorológicas e hidrológicas combinadas, prevê-se um incremento significativo do volume armazenado no reservatório de Três Marias nos próximos 10 dias. Para prazos mais longos, em função de precipitações expressivas ocorridas no mês de janeiro, em um cenário de chuvas na média histórica, ao final de abril de 2020, se projeta uma vazão afluente ao reservatório na ordem de 35% acima do valor histórico, configurando dessa forma, uma situação mais otimista em relação aos últimos 3 anos.

FAÇA O DOWNLOAD DO RELATÓRIO NA INTEGRA

Confira também

Boletim de impactos em áreas estratégicas para o Brasil – 07/02/2020

SUMÁRIO A décima sexta edição do boletim mensal de Previsão de Impactos em Atividades Estratégicas …