Capa » Projetos » Estações hidrologicas » Estações hidrológicas
cemaden - estacoes hidrologicas

Estações hidrológicas

Projeto Estações Hidrológicas

A partir do Projeto “Desenvolvimento de Sistema de Previsão de  Enxurradas, Inundações e Movimentos de Massa em Encostas para Prevenção de Desastres Naturais”, que conta com financiamento do CNPq para a aquisição de 115 estações hidrológicas, o Cemaden adquiriu mais 186 plataformas de coleta de dados hidrológicos (PCDHidro) para composição da rede de monitoramento remoto e automático.

As estações hidrológicas estão sendo instaladas em municípios monitorados pelo Cemaden, situados em bacias com rápido tempo de resposta e alta densidade populacional.

Com a finalidade básica de realizar a medida, o armazenamento e a transmissão de dados hidrológicos, essas estações monitoram o nível do rio (usando sensor tipo radar) e da precipitação (com pluviômetro de báscula), e incluem uma webcam integrada ao datalogger de maneira a permitir registros fotográficos em tempo real da situação do rio, principalmente no que diz respeito a enxurrada, erosão de margens e alagamento do núcleo urbano. Essas informações são transmitidas pelas redes de telefonia celular.

Essa rede irá se somar à rede observacional de radares meteorológicos e pluviômetros automáticos planejada no Plano Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais, a qual foi idealizada de forma a permitir a coleta em tempo real das informações necessárias ao monitoramento e alerta de desastres naturais.

De acordo com o Atlas Brasileiro de Desastres Naturais (2013), entre 1991 e 2012 foram registradas 39 mil ocorrências, das quais 33% corresponderam a inundações bruscas (enxurradas) e graduais (enchentes), e 3% aos movimentos de massa e erosões.

Com base nas informações advindas das PCDHidro, em conjunto com dados de monitoramento geotécnico, será possível ao Cemaden desenvolver sistemas pilotos de alerta de cheias e enxurradas e de alerta de movimentos de massa no Brasil, considerando metodologias que usam observações de precipitação por redes de pluviômetros automáticos e radares meteorológicos, bem como previsões meteorológicas de curtíssimo e curto prazo.

Em paralelo, as previsões de precipitações pluviométricas de curtíssimo prazo (nowcasting a partir de informações de radares meteorológicos) serão utilizadas como dados de entradas num modelo hidrológico distribuído e de modelos de risco iminente de movimentos de massa, visando aperfeiçoar a confiabilidade dos alertas de desastres naturais. Será estudado se previsões de precipitação usando a técnica de conjunto (a partir de modelos atmosféricos de alta resolução espacial) têm potencial para estender o horizonte de alerta de cheias e enxurradas. Também será explorado o uso de limiares de chuvas empiricamente determinados para a deflagração de movimentos de massa e de enxurradas.

A rede de estações hidrológicas visa atender a vários propósitos, tais como:

• Melhorar o entendimento do processo de transformação chuva–vazão em bacias de resposta rápida;
• Verificar através de evidências fotográficas a ocorrência de enxurradas e os montantes pluviométricos deflagradores desses eventos;
• Verificar através de evidências fotográficas a ocorrência de solapamento de margens;
• Permitir o ajuste de modelos hidrológicos;
• Auxiliar na emissão de alertas com dados em tempo real;
• Permitir a atualização do modelo hidrológico (assimilação de dados) a partir de informações coletadas em tempo real de maneira a melhorar a confiabilidade das previsões de extremos hidrológicos.

20131025_140936