Capa » Projetos » Projetos Participativos » Pluviômetro Automático » Pluviômetros Automáticos

Pluviômetros Automáticos

O projeto “Pluviômetros Automáticos” tem como objetivo ampliar a rede de monitoramento pluviométrico no Brasil, para melhorar a previsão de desastres naturais e reduzir os danos socioeconômicos e ambientais.

O projeto consiste na instalação de pluviômetros automáticos em locais próximos a áreas de risco de desastres naturais, sendo necessário o estabelecimento de parcerias com entidades que possam abrigar este equipamento. Estas entidades formarão uma importante rede nacional de colaboração para redução de desastres, em conjunto com órgãos governamentais.

1. O que é o projeto Pluviômetros Automáticos?

1. O que é o projeto Pluviômetros Automáticos?

R: O projeto consiste na instalação de pluviômetros automáticos em locais próximos a áreas de risco de desastres naturais, sendo necessário o estabelecimento de parcerias com entidades que possam abrigar este equipamento. Estas entidades formarão uma importante rede nacional de colaboração para redução de desastres, em conjunto com órgãos governamentais.

2. Qual a vantagem de ter pluviômetros automáticos no município onde atuo?

2. Qual a vantagem de ter pluviômetros automáticos no município onde atuo?

R: Melhora o conhecimento sobre as chuvas no município, melhora a precisão no monitoramento e dos alertas emitidos pelo Cemaden, contribui para o aumento da segurança das operações de defesa civil, etc.

3. Como faço cadastro para recebimento dos pluviômetros automáticos?

3. Como faço cadastro para recebimento dos pluviômetros automáticos?

R: O cadastro deve ser realizado por meio do site do Cemaden. Deve ser realizado um cadastro por cada endereço de instalação do pluviômetro, sendo extremamente recomendado o preenchimento dos campos com fotos. Para fazer o cadastro clique no botão abaixo.

Faça sua inscrição no Projeto Pluviômetros Automáticos

4. Quantos endereços podem ser cadastrados?

4. Quantos endereços podem ser cadastrados?

R: Quantos a entidade parceira desejar. Tem-se um número de referência de pluviômetros para cada município e a princípio o número de endereços cadastrados deve ser superior a este número. O cadastramento não garante a instalação do pluviômetro.

5. Qual o prazo para cadastro?

5. Qual o prazo para cadastro?

R: Não há prazo para cadastro, porém o cadastro no site não garante a instalação do equipamento.

6. Quem pode ser a entidade parceira?

6. Quem pode ser a entidade parceira?

R: A entidade parceira pode ser qualquer instituição que deseje contribuir para o monitoramento do Cemaden e com a melhoria das operações de Defesa Civil no município. Podem ser entidades parceiras: Coordenadorias Municipais de Defesa Civil, Coordenadorias Estaduais de Defesa Civil, Prefeituras e suas secretarias, Governo do Estado e suas secretarias, organizações não governamentais, institutos de pesquisa, etc.

7. A entidade parceira pode ser uma pessoa física?

7. A entidade parceira pode ser uma pessoa física?

R: Não. A entidade parceira necessariamente deverá possuir personalidade jurídica.

8. Qual o papel da entidade parceira?

8. Qual o papel da entidade parceira?

R: A função da entidade parceira será fornecer ou indicar o local para a instalação do equipamento, permitir acesso aos profissionais de manutenção (fornecidos pelo Cemaden), zelar pela guarda e conservação do aparelho e comunicar eventuais problemas. Será celebrado um Acordo de Cooperação entre a entidade parceira (ou instituição à qual a mesma esteja vinculada) e o Cemaden.

9. Quem fará a manutenção dos equipamentos?

9. Quem fará a manutenção dos equipamentos?

R: A manutenção dos equipamentos será feita por empresa contratada pelo Cemaden.

10. Quais locais podem receber um pluviômetro automático?

10. Quais locais podem receber um pluviômetro automático?

R: Devem ser selecionados locais seguros, sobre o qual a entidade parceira tenha certa autonomia de acesso para visitação, relativamente próximos a áreas de risco de deslizamentos ou inundações, que obedeçam aos requisitos de instalação presentes no site do Cemaden, no link “Pluviômetros Automáticos”, menu “Requisitos para Instalação”. Devem ser evitados endereços residenciais. Como locais potenciais, cita-se os exemplos: sede Defesa Civil, prédios da prefeitura e do Governo do Estado, escolas e universidades, estabelecimentos de saúde, delegacias, associações comunitárias, etc.

11. Dentro do endereço selecionado, onde o pluviômetro pode ser instalado?

11. Dentro do endereço selecionado, onde o pluviômetro pode ser instalado?

R: Existem três tipos de locais possíveis para instalação do pluviômetro, de acordo com a fixação: piso, parede/muro ou laje.

12. O equipamento necessita de ponto de energia elétrica para funcionar?

12. O equipamento necessita de ponto de energia elétrica para funcionar?

R: Não. O equipamento possui um painel de energia solar e não necessita de energia elétrica.

13. O equipamento necessita de ponto de internet para funcionar?

13. O equipamento necessita de ponto de internet para funcionar?

R: Não. O equipamento envia os dados por sinal de celular, havendo necessidade de cobertura de operadora de celular no local.

14. Como faço para ter acesso à lista atual de municípios contemplados para instalação dos pluviômetros?

14. Como faço para ter acesso à lista atual de municípios contemplados para instalação dos pluviômetros?

R: A lista atualizada de municípios contemplados no projeto encontra-se no site do Cemaden, por meio do link “Pluviômetros Automáticos” e posteriormente no menu “Municípios Contemplados”.

15. A quantidade de pluviômetros nos municípios pode variar?

15. A quantidade de pluviômetros nos municípios pode variar?

R: A quantidade de pluviômetros na lista é apenas uma referência, podendo ser alterada.

16. Qual o critério utilizado para compor a lista de municípios que receberão os equipamentos?

16. Qual o critério utilizado para compor a lista de municípios que receberão os equipamentos?

R: O Cemaden está inserido no escopo do Plano Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais do governo federal, e os equipamentos são distribuídos de acordo com uma lista de municípios monitorados pelo Centro.  

17. Podem ser realizados cadastros de endereços localizados em municípios que não fazem parte da lista atual de municípios contemplados?

17. Podem ser realizados cadastros de endereços localizados em municípios que não fazem parte da lista atual de municípios contemplados?

R: Sim. Estes locais constituirão um cadastro de reserva para possíveis instalações de novos equipamentos.

18. Os dados de chuva serão compartilhados com a Defesa Civil?

18. Os dados de chuva serão compartilhados com a Defesa Civil?

R: Sim. Os dados de chuva dos equipamentos serão compartilhados com as entidades parceiras no site do Cemaden, através do mapa interativo. Desta forma, tanto o Estado quanto o Município poderão acompanhar as chuvas registradas nos equipamentos, contribuindo para a gestão de riscos local.
Acesse o site do Projeto Pluviômetros Automáticos e faça o cadastro