Capa » Noticias » Seminário discutirá avaliação de Alertas do Cemaden

Seminário discutirá avaliação de Alertas do Cemaden

Organizado pelo Cemaden, o I Seminário Nacional de Avaliação dos Alertas do Cemaden será realizado de 4 a 6 de abril, em São José dos Campos (SP), reunindo pesquisadores, instituições federais de monitoramento e Defesas Civis  estaduais e municipais.

Avaliar o conteúdo e os processos de disseminação dos alertas de desastres naturais emitidos pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) e as perspectivas de aprimoramento desses alertas são os focos principais do I Seminário Nacional de Avaliação de Alertas do Cemaden, a ser realizado nos dias 4 a 6 de abril, no Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP).

O evento conta com as parcerias do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) , do Ministério da Integração Nacional e do Conselho Nacional de Gestores Estaduais de Proteção e Defesa Civil (CONGEPDEC).

A programação é estruturada em palestras técnico-científicas sobre monitoramento e prevenção de riscos de desastres naturais e, principalmente, em mesas-redondas para a discussão sobre temas relativos aos alertas emitidos pelo Cemaden.

Nas mesas-redondas e plenárias, as Defesas Civis apresentarão as experiências locais, avaliações e discussões sobre monitoramento, alerta e resposta a desastres naturais, finalizando com propostas para o aprimoramento dos alertas de risco de deslizamentos, inundações e enxurradas.

Também será abordada, no evento, a temática de  integração de dados observacionais, mapeamento de áreas de risco e registros de desastres naturais para a melhoria do sistema de monitoramento e alertas.

Treinamento e informações

Ao final do evento, nos dias 4 e 6 de abril, o Cemaden oferecerá um treinamento aos técnicos de Defesas Civis estaduais e municipais, sobre uso de dados ambientais para fins de monitoramento de risco de desastres naturais.  As inscrições para o treinamento serão feitas na mesma ficha de inscrição ao evento.

Todas as informações sobre I Seminário Nacional de Avaliação dos Alertas do Cemaden, estão disponibilizadas em um site específico do evento, dentro do Portal do Cemaden,  pelo endereço http://www.cemaden.gov.br/i-seminario-de-avaliacao-de-alertas-do-cemaden/

Alertas de riscos de desastres naturais

 O Cemaden foi criado em julho de 2011, pelo Decreto Presidencial n° 7.513, com uma estrutura técnico-científica especializada, desenvolvendo capacidade científica, tecnológica e de inovação para continuamente aperfeiçoar os alertas de desastres naturais. O objetivo principal da instituição é realizar o monitoramento e emitir alertas de riscos de desastres naturais, que subsidiem salvaguardar vidas e diminuir a vulnerabilidade social, ambiental e econômica decorrente desses eventos.

Para consolidação do Sistema Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, o Cemaden foi criado com intuito de, em parceria com várias instituições, implementar, complementar e consolidar a rede de instrumentos meteorológicos, hidrológicos e geotécnicos para monitoramento ambiental.

O Cemaden opera 24 horas por dia, sem interrupção, monitorando, em todo o território nacional, as áreas de risco de 958 municípios classificados como vulneráveis a desastres naturais. Entre outras competências, envia os alertas de desastres naturais ao Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), do Ministério da Integração Nacional (MI), auxiliando o Sistema Nacional de Defesa Civil.

Desde dezembro de 2011, quando começou a operar a Sala de Situação ( ou Operação), no monitoramento dos municípios, o Cemaden já emitiu  cerca de 6.800 alertas. Até o início de fevereiro, nesse total de alertas de riscos de deslizamentos, inundações ou enxurradas foram emitidos em diversos níveis : cerca de 200 alertas em nível muito alto, 1.400 em nível alto e 5.200 em nível moderado.

Confira também

Evento destaca o trabalho integrado das instituições na prevenção e redução do risco de deslizamentos

A última Reunião Técnica do Projeto Gides teve a abertura oficial nesta quarta-feira (04), em …