Capa » Monitoramento » Monitoramento Hidrológico » Relatório Cantareira » Situação Atual e Previsão Hidrológica para o Sistema Cantareira

Situação Atual e Previsão Hidrológica para o Sistema Cantareira

A precipitação média espacial acumulada no mês de fevereiro, baseado nas redes pluviométricas cobrindo as sub-bacias de captação do Sistema Cantareira (6 pluviômetros do DAEE e 30 pluviômetros do CEMADEN), foi de 270,1 mm (322,4¹[1] mm), 35,7% (61,9%¹) acima da média climatológica do mês de 199,11 mm. A precipitação média espacial, acumulada no mês, até 04 de março de 2015, foi de 1,8 mm (2,1¹ mm), 1,0% (1,2%¹) da média climatológica do mês de 178,0¹ mm.

[1] De acordo com o site da SABESP, http://www2.sabesp.com.br/mananciais/DivulgacaoSiteSabesp.aspx.

As previsões baseadas no modelo ETA/CPTEC/INPE, no modo de conjunto, para a região de abrangência da bacia de captação do Sistema Cantareira indicam possibilidade de chuva em forma de pancadas localizadas nos próximos 3 dias.

imagem1
Figura 1. Precipitação observada acumulada (em mm) de 01 a 04 de março nos pluviômetros do CEMADEN e DAEE/SAISP nas sub-bacias de captação do Sistema Cantareira (contornos em preto). As cores representam alturas topográficas com relação ao nível do mar de acordo com a escala da direita. (s/d) Indica que houve falta de dados em algum período.

 

Figura 2. Previsão de precipitação acumulada em mm nos próximos 3 e 7 dias para a bacia de captação do Sistema Cantareira, segundo a previsão por conjuntos (média de 7 previsões semelhantes em que a cada previsão é iniciada com o estado da atmosfera ligeiramente diferente) do modelo numérico Eta/CPTEC/INPE. A área da bacia de captação do Sistema Cantareira é indicada na Figura com linha preta espessa.
Figura 2. Previsão de precipitação acumulada em mm nos próximos 3 e 7 dias para a bacia de captação do Sistema Cantareira, segundo a previsão por conjuntos (média de 7 previsões semelhantes em que a cada previsão é iniciada com o estado da atmosfera ligeiramente diferente) do modelo numérico Eta/CPTEC/INPE. A área da bacia de captação do Sistema Cantareira é indicada na Figura com linha preta espessa.

A Figura 3 mostra a previsão da vazão média mensal afluente em m3/s do modelo hidrológico PDM/CEMADEN (Probability-Distributed Model/CEMADEN), usando a previsão de precipitação do modelo ETA para os próximos 7 dias e, na sequência, considerando 5 cenários de precipitação: média climatológica, 25% abaixo, 50% abaixo, 25% acima e 50% acima da média climatológica, até 31 de dezembro de 2015. Em todos os cenários foi utilizada a média histórica mensal de temperaturas.

Figura3. Previsão de vazão média mensal afluente em m3/s ao Sistema Cantareira (Sistema Equivalente + Paiva Castro) com a previsão do ETA para os próximos 7 dias e, na sequencia, para 5 cenários: precipitação 50% abaixo da média climatológica (linha vermelha), 25% abaixo da média climatológica (linha amarela), na média climatológica (linha cinza), 25 % acima da média climatológica (linha verde) e 50% acima da média climatológica (linha azul). A linha preta refere-se à média mensal climatológica e a laranja aos mínimos absolutos para o período 1930-2013. Em magenta as vazões médias do ano 1953, em roxo de 2014 e turquesa até 25 de fevereiro de 2015.
Figura3. Previsão de vazão média mensal afluente em m3/s ao Sistema Cantareira (Sistema Equivalente + Paiva Castro) com a previsão do ETA para os próximos 7 dias e, na sequencia, para 5 cenários: precipitação 50% abaixo da média climatológica (linha vermelha), 25% abaixo da média climatológica (linha amarela), na média climatológica (linha cinza), 25 % acima da média climatológica (linha verde) e 50% acima da média climatológica (linha azul). A linha preta refere-se à média mensal climatológica e a laranja aos mínimos absolutos para o período 1930-2013. Em magenta as vazões médias do ano 1953, em roxo de 2014 e turquesa até 25 de fevereiro de 2015.

No cenário de precipitações pluviométrica na média climatológica, em 31 de março de 2015 o volume armazenado no Sistema Cantareira seria de 160,55 hm3 (12,7% de 1269,02 hm3), aproximadamente. No final da estação chuvosa, 30 de abril de 2015, o volume armazenado seria de 197,95 hm3 (15,6% de 1269,02 hm3). No final da estação seca, 30 de setembro de 2015, seria de 232,27 hm3 (18,3% de 1269,02 hm3) e no dia 1º de dezembro de 2015 seria de 270,12 hm3 (21,3% de 1269,02 hm3), aproximadamente.

Download do Relatorio na Integra

Confira também

Situação Atual e Previsão Hidrológica para o Sistema Cantareira 15/03/2019

A precipitação média espacial, acumulada durante o período chuvoso de 01 de outubro a 28 …