Capa » Noticias » Público diversificado conheceu as práticas de gestão de riscos de desastres naturais

Público diversificado conheceu as práticas de gestão de riscos de desastres naturais

20160721_132936

Cerca de 140 pessoas participaram de workshop para conhecer as práticas e informações das instituições públicas e acadêmicas, que atuam na prevenção e respostas a desastres naturais. O evento foi realizado hoje(21), no Parque Tecnológico, em São José dos Campos.

O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, promoveu o Workshop de Boas Práticas de Defesa Civil, em parceria com a Faculdade de Tecnologia do Estado de São José dos Campos (Fatec) e com o Centro de Estudos e Pesquisas sobre Desastres da Universidade de São Paulo (Ceped/USP).

O público era formado por membros das Defesas Civis municipais do estado de São Paulo, de pesquisadores, estudantes universitários e profissionais que atuam na área de desastres naturais, totalizando cerca de 140 participantes no evento.

 “As ações e pesquisas compartilhadas neste workshop são fundamentais para as ações integradas das instituições municipais, estaduais e federais,  as quais trabalham na prevenção, preparação, resposta e redução dos impactos dos desastres naturais.”, afirma o coordenador-geral de Pesquisas e Desenvolvimento  do Cemaden, Mario Mendiondo.

O evento contou com a participação da Defesa Civil do Estado de São Paulo, que, além de palestra sobre a campanha para a preparação de cidades resilientes, organizou a exposição de pôsteres, mostrando os trabalhos realizados no estado sobre o tema.

O coordenador regional da Defesa Civil do Vale do Paraíba e Litoral Norte, Cap. Rinaldo de Araújo Monteiro – que também comanda a Polícia Ambiental do Vale – trabalha com 39 municípios, afirmou que a capacitação dos agentes e membros da Defesa Civil  foi uma das premissas consideradas prioritárias e fundamentais para a mitigação dos riscos no estado e na região. “Essa capacitação permite a aquisição de informações para aprimorar o trabalho das Defesas Civis do estado, principalmente, nas ações preparatórias para as cidades resilientes.”, afirma o Cap. Monteiro. “Também trará um benefício na disseminação à população das práticas de prevenção e mitigação de desastres naturais, com a inclusão desses conhecimentos nas escolas.”, enfatiza o coordenador regional.

Nesse workshop, entre outras ações, foram mostradas as experiências práticas da aplicabilidade da Cartografia Social na percepção de riscos ambientais, além de pesquisa relacionada à avaliação da vulnerabilidade estrutural de escolas expostas a ameaças naturais, apresentadas por pesquisadoras do Cemaden.

Na apresentação das experiências exitosas,  o Grupo de Trabalho de Defesa Civil do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC mostrou a importância da integração dos trabalhos das Defesas Civis de sete cidades da região para a gestão e prevenção dos riscos de desastres naturais. As ações  têm obtido resultados positivos pela diminuição dos impactos socioambientais na região.

No evento, também estiveram presentes : o coordenador-geral da Ceped-USP, Hugo Yoshizaki; o professor de Logística Humanitária da Fatec de São José dos Campos, Irineu Brito; o diretor do Núcleo Inovação Tecnológica do Centro Paula Souza (Inova), Oswaldo Massambani e o diretor técnico e de Operações do Parque Tecnológico, Elso Alberti Júnior.

Confira também

A importância da água para o clima e preservação do planeta é a temática do Projeto Ciência e Cultura deste sábado (19)

  “Água é vida, direito, dever e poder” será o tema que vai pautar os …