Capa » Sem categoria » Projeto Gides – Eixo Monitoramento e Alertas – Cemaden
cemaden - gides

Projeto Gides – Eixo Monitoramento e Alertas – Cemaden

O Projeto de Fortalecimento das Estratégias Nacionais para a Gestão Integrada em Riscos de Desastres Naturais – Projeto Gides, firmado o entre o Governo Japonês e o Governo Brasileiro, visa dar suporte à formulação de políticas e ao desenvolvimento de metodologias para o aperfeiçoamento do gerenciamento dos riscos de desastres de movimentos de massa.

O Projeto está centrado nos seguintes eixos temáticos:

  • Avaliação e mapeamento de áreas de risco;
  • Monitoramento e alerta (sistemas de alerta antecipado de risco e planos de contingências);
  • Obras de prevenção e reabilitação (critérios para definição e para projeto); e
  • Planejamento da expansão urbana em áreas com susceptibilidade a movimentos de massa. 

No que concerne às atividades do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais – Cemaden, especificamente no eixo de monitoramento e alertas, os objetivos incluem:

  • Diagnóstico e análise de dados básicos, com vistas à coleta de subsídios para as propostas de reformulação das estratégias de monitoramento, previsão e alertas de movimentos de massa;
  • Elaboração de manual técnico e de protocolo de emissão e transmissão de alertas de movimentos de massa;
  • Delimitação de áreas alvo para emissão do alerta (segundo as similaridades de caraterísticas do meio físico, condições climáticas e as características de uso do solo nas várias áreas de risco mapeadas – zonas amarelas);
  • Definição de volumes de referência de chuva para alerta de movimento de massa (deslizamento planar e fluxos de detritos);
  • Definição de valores de referência de taxa de aceleração de deslocamento do solo, para alerta de movimento de massa (deslizamento rotacional lento);
  • Desenvolvimento de sistema informatizado para coleta de dados das redes observacionais, processamento de dados (para obtenção dos produtos intermediários – chuva efetiva, linhas de referência e curva cobra), emissão e transmissão de alertas (alerta resumido – SMS, alerta detalhado – e-mail, e informações ao público – via web);
  • Desenvolvimento de treinamentos e simulados, tanto em escala de escritório como de campo, visando ao aprimoramento dos protocolos de emissão e transmissão de alertas de movimentos de massa, com as novas metodologias e sistemas desenvolvidos, nas atividades do Cemaden e das Defesas Civis Municipais;
  • Aplicação experimental das novas metodologias, equipes, sistemas informatizados e salas de operação, em áreas dos municípios piloto de Nova Friburgo e Petrópolis (RJ) e Blumenau (SC);
  • Melhoria do manual técnico e do protocolo de emissão e transmissão de alertas de movimentos de massa, a partir dos indicadores de desempenho coletados durante a aplicação experimental nos municípios piloto, bem como o fornecimento de subsídios para os manuais dos demais eixos temáticos do Projeto Gides.

As diversas reuniões e eventos técnicos do Projeto propiciam a consolidação de conceitos técnicos disseminados pelos especialistas japoneses e a construção da integração necessária à atuação sinérgica dos diversos órgãos brasileiros que atuam com gerenciamento de risco de desastres (dos níveis federal, estadual e municipal).

Os princípios norteadores das atividades no eixo de monitoramento e alertas do Projeto Gides são a garantia de consistência e qualidade dos dados monitorados; protocolos validados pelos atores envolvidos; metodologias que reduzam a subjetividade e o tempo despendido na emissão e transmissão dos alertas; sistemas automatizados com supervisão humana que disponibilizem os alertas no tempo, formato e acesso requeridos pelas partes interessadas; e, principalmente, a prática da melhoria contínua (Ciclo PDCA).

Além dos produtos diretamente decorrentes dos objetivos citados, no âmbito do Projeto Gides, será ainda elaborado o plano de desenvolvimento tecnológico, para cenários de curto e médio prazo, visando tanto a expansão da área geográfica de aplicação das metodologias desenvolvidas, ampliando-se da atual escala piloto para todas as áreas de risco do País, como a definição das pesquisas necessárias ao avanço das metodologias atualmente empregadas, na direção daquelas de maior confiabilidade, precisão e automatização.

 

Confira também

banner-brahve3

Fotos – I Workshop Brasileiro para Avaliação de Ameaças, Vulnerabilidades, Exposição e Redução de Risco de Desastres

Sobre o Evento Programação Organização Informações Notícias Fotos Abertura do evento BRAHVE 6 de junho …