Capa » Sem categoria » Programação – Workshop Mobilização para Ordenação e Viabilização de Espaços Urbanos Resilientes

Programação – Workshop Mobilização para Ordenação e Viabilização de Espaços Urbanos Resilientes

Data: 21, 22 e 23 de Agosto de 2018
Anfitrião: CEMADEN
Organizadores: Andrea Young e José A. Marengo

DRAFT AGENDA – PROGRAMAÇÃO PRELIMINAR

Primeiro dia – Terça-feira – 21 de agosto 

08.30–09.00: Chegada – Café de boas vindas
09.00-09.10: Abertura
09.10–09.50: Dr. Osvaldo Moraes – Diretor do Cemaden e Exmo. Sr. Felício Ramuth – Prefeito do município de São José dos Campos

09.50- 12.00 – Sessão 1 – Seminário Internacional – Inscrição online (as inscrições para esta sessão continuam abertas)

09.50-10.00: Apresentação dos Palestrantes
10.00-10.20: Professor Robert Frodeman – Universidade do Norte do Texas (E.U.A)
10.20-10.40: Dr. Timothy Cadman – Universidade Griffith (Australia)
10.40-11.00: CDO James McConnell – Defesa Civil de Dublin (Irlanda)
11.00-11.20: Dr. Roxana Lebuy –  Centro Regional Ceres (Chile)
11.20-11.45: Espaço aberto para questões
11.45 – 12.00: Encerramento da Sessão 1

13.10-16.50  – Sessão 2 – Reunião Técnica – Vagas esgotadas (inscrições para esta sessão estão encerradas)

13.10-13:20: Abertura
13.20-13.40: Dr. José Antonio Marengo – Coordenador- Pequisa e Desenvolvimento Cemaden.
13.40-14:00: Dr. Andrea Young – Pesquisadora – Cemaden
14.00-14.20: Coronel Helena dos Santos Reis – Secretária Chefe da Casa Militar e Coordenadora Estadual de Defesa Civil
14.20-14.40: Dr. Angela Cruz Guirao – Secretaria do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Prefeitura Municipal de Campinas – Diretora

14:40-15:00: Aberto para questões       

15.00-15.20: COFEE-BREAK
15.20-15.40: Marcelo Pereira Manara – Secretaria de Urbanismo e Sustentabilidade – Secretário da Prefeitura Municipal de São José dos Campos.
15.40-16.00: Dr. Jessé Loures – Secretaria de Meio Ambiente – Secretário da Prefeitura Municipal de Sorocaba
16.00 – 16.20: Aberto para questões
16.20 – 16.50: Introdução e explicações sobre o segundo dia

Segundo dia – Quarta-feira – 22 de agosto – vagas esgotadas


09.00 – 09.15: Boas vindas e introdução sobre os temas de discussão
09.15– 09.30: Explicações sobre a programação

09.30-10.45 – Sessão 3 – Grupos de Trabalho

09.30-11.00: Divisão dos grupos de trabalho
Estudo de Caso 1: apresentação do tema 1
Estudo de Caso 2: apresentação do tema 2
Estudo de Caso 3: apresentação do tema 3
Estudo de Caso 4: apresentação do tema 4
Estudo de Caso 5: apresentação do tema 5
11.00 – 12.00:  Definição de Estratégias
12.00 – 13:50: Almoço

13.50- 17.00 – Sessão 3 – Grupos de Trabalho
13.50 – 14:00 – Próximos passos
14.00 –14.40: Estudo de caso 1 – apresentação
14.40 –15.20: Estudo de caso 2 – apresentação
15:20 –15.40: COFFEE BREAK
15.40 –16.20: Estudo de caso 3 – apresentação
16:20 – 17.00: Estudo de caso 4 – apresentação
17.00 – 17.45: espaço aberto para questões
17.45 – 18.00: Introdução e explicações sobre o terceiro dia

Terceiro dia – Quinta-feira – 23 de agosto

09.15-09.30: Boa vindas aos GTs

 9.30 -12.00 – Sessão 3 – Continuação

9.30 – 9.50: Estudo de caso 5: apresentação
9.50 – 10.10: Síntese sobre os estudos de caso
10.10 – 10.20:  COFFEE BREAK
10.20 – 11.00: Espaço aberto para questões
11.00–11.30: Encerramento da Sessão 3
11.30–14.00: Almoço

14.00 – 16.30 – Sessão 4 – Visita ao Cemaden

14.00 – 14.30: Dra. Regina Avalá – Apresentação institucional
14.30 – 15.00: Dr. Marcelo Seluchi – Apresentação sobre o sistema de alerta
15.00 – 15.40: Visita à sala de operações

15.40 – 16.30: Encerramento

24 de agosto - Palestra. Inscrições online. Saiba mais ...

24 de agosto - Palestra. Inscrições online. Saiba mais ...

O Cemaden Pesquisa e Desenvolvimento e o Programa de pós-graduação da UFABC em Ciência e Tecnologia Ambiental convidam para a Palestra – “Institutional integrity systems for governing climate change resilient urban communities”

Prof. Timothy Cadman
Griffith University – Australia

Organização: Andrea Young, José Marengo (Cemaden Pesquisa), Andrea Cardoso (Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental, UFABC)

Apoio Financeiro: Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)

Programas: FAPESP e INCT para Mudanças Climáticas 2
Data: 24 de agosto de 2018 (sexta-feira)
Local: UFABC (Campus Santo André, Bloco A, Auditório A 110-0)
Período: das 14:00 às 16:30h (inclui um bloco de discussão)
Público alvo: Graduação e Pós-Graduação
Idioma: Inglês/Português
Inscrições para o Seminário no CEFE e Palestra na UFBAC: http://www.cemaden.gov.br/inscricao-palestra-mover/

Objetivo

Compreender a Convenção-Quadro das Nações Unidas (UNFCCC) sobre as alterações climáticas, a importância dos acordos e tentativas realizadas pela UNFCCC e o “regime climático”. Em outras palavras o curso visa aumentar a compreensão do atual processo de governança do regime climático, e os muitos arranjos institucionais que contribuem para a integridade geral da UNFCCC como um instrumento de política visando combater os impactos da mudança climática.

Por que a compreensão da Convenção-Quadro é importante?

Sua compreensão é fundamental para assegurar a viabilidade contínua das ações. Por exemplo, se o acordo global não se traduzir em ações efetivas sofreremos sérias consequências no futuro. Praticamente, já atingimos um patamar elevado em relação à temperatura do planeta (oceano e atmosfera) – próximo de 2ₒC acima do padrão climático considerado adequado para a estabilidade dos ecossistemas. Assim sendo, o alcance de um entendimento comum, ou seja, um consenso global terá pouco valor para a humanidade se ações concretas não forem de fato implementadas sob as regras de um novo regime.

Do que se trata?

O “Mapa do Regime Climático” destina-se a ser uma ferramenta de apoio à decisão que possibilita que todos os interessados naveguem em torno dos diversos e variados elementos do processo de governança da UNFCCC. Do ponto de vista da idealização, o projeto procura ir além de um exercício de mapeamento bidimensional, englobando gráficos visualmente atraentes, bancos de dados conectados de informações, pesquisas e outros componentes interativos. O projeto destina-se a envolver as partes governamentais na Convenção, bem como a sociedade civil e as partes interessadas não governamentais, em um processo de reflexão crítica sobre o projeto do atual regime, visando melhorá-lo no futuro.

Questões

Quem é responsável? Quem será afetado? Quem assumirá a responsabilidade das ações? O que deverá ser feito?

 

Confira também

31/08/2018 – Previsão de Risco Geo-Hidrológico

Previsão de riscos geo-hidrológicos para 31/08/2018   Nesta sexta-feira (31/08), o cenário de risco de …