Capa » Noticias » Inauguração das novas instalações do Cemaden será nesta sexta-feira com a presença do ministro

Inauguração das novas instalações do Cemaden será nesta sexta-feira com a presença do ministro

Nesta sexta-feira (13), o ministro Marcos Pontes –  do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações – estará inaugurando as novas instalações do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), no Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP).

A Cerimônia de inauguração ocorrerá às 16 horas, no Auditório 2  do  setor de Eventos do Parque Tecnológico, onde haverá o Ato de Celebração da doação do terreno  pela Prefeitura de São José dos Campos –  dentro da área do Parque Tecnológico –  para a construção da sede definitiva do Cemaden.

Simultaneamente, será assinada a Carta de Intenção entre o Cemaden e a IACIT (empresa de produtos tecnológicos) para a instalação de um Radar Meteorológico no terreno destinado à futura sede definitiva do Cemaden, no Parque Tecnológico.

Logo após a cerimônia no auditório, autoridades e convidados visitarão as novas instalações do Cemaden, com uma área ampliada em 1.820 m², além  dos 279 m² de adequação na área atual. Portanto, a sede do Cemaden antes ocupando 1.447,60 m², com as obras de ampliação e adequação passará a ter  um total de 3.268,50 m² de área.

Nessa ampliação, o Cemaden terá duas Salas de Situação (ou Monitoramento), um Auditório de 100 lugares, espaço para o Data Center, ambientes para pesquisa dos visitantes, salas de reunião e sala de convivência, entre outros ambientes.

Breve Histórico do Cemaden

Quando ocorreu o pior desastre natural do Brasil, no ano de 2011, com deslizamentos e enxurradas na Região Serrana do Rio de Janeiro, coube ao então Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) a responsabilidade de implantar um sistema de alertas antecipados sobre a probabilidade de ocorrências desses desastres, reunindo competências científicas e tecnológicas de várias áreas de conhecimento. O objetivo era aumentar a capacidade da sociedade brasileira para o enfrentamento dos eventos extremos. Foi criado, então, o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, pelo Decreto nº 7.513, de 1º de julho de 2011, inicialmente instalado em Cachoeira Paulista (SP).

Desde 2014, o Cemaden está sediado no Parque Tecnológico em São José dos Campos (SP), monitorando, atualmente, 958 municípios considerados prioritários, que incluem aproximadamente 90% da população mais vulnerável aos desastres naturais.   Utilizando conhecimentos científicos e tecnológicos, emite alertas de risco de desastres geo-hidrológicos,  como deslizamentos e inundações – incluindo os relacionados aos impactos da seca – com o objetivo de antecipar o tempo de emissão de alertas desses desastres. Pelo Protocolo de Ação Integrada, os alertas de desastres emitidos pelo Cemaden são enviados para o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (CENAD), do atual Ministério de Desenvolvimento Regional, que os retransmite para os órgãos estaduais e municipais de Defesa Civil.

Em 18 outubro de 2016, pelo Decreto nº 8.877, o Cemaden foi declarado Instituição Científica e Tecnológica (ICT), unidade de pesquisa integrante do MCTIC. Para realizar os alinhamentos estratégicos e eixos estruturantes das políticas públicas de CT&I no Brasil, foi elaborado o Plano Diretor, para o período de 2019-2022, com a participação de todos os servidores do Cemaden. Das 12 áreas priorizadas pela  Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (ENCT), o Cemaden contribui diretamente em três áreas: Água, Ciências e Tecnologias Sociais e a do Clima.

Atualmente, o Cemaden conta com mais de 100 servidores em seu quadro organizacional, entre analistas em ciência e tecnologia, pesquisadores e tecnologistas, além de pesquisadores bolsistas.

Fonte: Ascom/Cemaden

Confira também

Prorrogada inscrição da Campanha #AprenderParaPrevenir até o próximo dia 15 de novembro

  “Reduzindo o risco de desastres: ações educativas em tempos de mudanças climáticas” é o tema …