Capa » Noticias » Cemaden suspende perfis nas redes sociais durante período eleitoral

Cemaden suspende perfis nas redes sociais durante período eleitoral

Em cumprimento à legislação eleitoral, o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) -unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações – suspenderá, no período de 7 de julho até 7 de outubro, as páginas de todos os perfis institucionais e de programas da instituição no Facebook e no Instagram. A medida poderá ser estendida até 29 de outubro, caso haja segundo turno das eleições. Também serão ocultados as áreas de comentários e de chats de todos os canais institucionais e de programas no YouTube.

O motivo da decisão foi a impossibilidade técnica de monitorar e moderar, durante as 24 horas do dia, antes da publicação, as áreas de comentários e interatividade das redes sociais. De acordo com a legislação eleitoral, a responsabilidade por eventuais comentários e imagens que possam ser caracterizados como campanha eleitoral é do gestor da página – que poderá arcar com multas e responder a processo na Justiça Eleitoral.

Pela legislação, também o uso de fotos (mesmo as de arquivo), imagens e vídeos, inclusive de conteúdos jornalísticos, que contenham logomarcas, slogans, anúncios, painéis e qualquer conteúdo de natureza similar de governos ou de programas de governo também ficará proibido.

Cemaden/MCTIC

Confira também

“É preciso discutir com as pessoas sobre as formas de participação social nos sistemas de alerta de risco de desastres”, afirmam pesquisadores do Cemaden

Como implementar sistemas participativos de alerta de desastres socioambientais, centrados nas pessoas, e os desafios …