Capa » Noticias » Cemaden dará apoio técnico-científico para implantação do sistema de monitoramento de riscos de desastres naturais no Peru

Cemaden dará apoio técnico-científico para implantação do sistema de monitoramento de riscos de desastres naturais no Peru

Cônsul do Peru, Arturo Jarama em reunião com o diretor e coordenadores do Cemaden, em São José dos Campos (SP).
Cônsul do Peru, Arturo Jarama em reunião com o diretor e coordenadores do Cemaden, em São José dos Campos (SP).

Representante do governo do Peru visitou o Cemaden e conheceu o sistema de monitoramento e emissão de alertas de desastres naturais como modelo a ser implantado em seu país. Em reunião com o diretor e coordenadores, o cônsul discutiu sobre o acordo de cooperação técnica entre Brasil e Peru, bem como a agenda de atividades de intercâmbio científico entre as instituições peruanas e o Cemaden.

O cônsul-geral do Peru, Arturo Jarama, visitou o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden)- do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações –  na semana passada (31 de março), no Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP), para conhecer o modelo do sistema de monitoramento e alertas e definir os pontos do acordo de cooperação técnica-científica, com a finalidade de implantar um sistema semelhante de monitoramento no Peru.

 “A visita é a continuidade da agenda de atividades de intercâmbio de experiências e conhecimentos técnico-científicos entre o Cemaden e instituições peruanas, pelo acordo realizado durante I Encontro de Ciência, Tecnologia e Inovação entre Peru-Brasil, ocorrido no início de janeiro deste ano, em Lima (Peru).”, afirma o diretor do Cemaden, Osvaldo Moraes.  “ O Cemaden vem desenvolvendo metodologias e adquirindo experiência em monitoramento e emissão de alertas, dentro do sistema nacional de gestão de risco de desastres. Esse trabalho integrado irá fortalecer a cooperação bilateral, promovendo o intercâmbio entre os cientistas  do Peru e do Brasil na área de monitoramento e alertas de desastres naturais.”, complementa o diretor do Cemaden.

O cônsul Arturo Jarama visitou a Sala de Situação do Cemaden, acompanhado do coordenador-geral de Operações e Modelagens, meteorologista Marcelo Seluchi, e conheceu o sistema de monitoramento e emissão de alertas, dentro do Plano Nacional de Gestão de Riscos e Respostas de Desastres Naturais.

 “Pela configuração geográfica muito vulnerável, o Peru sofre impactos do fenômeno El Niño, tanto nas áreas do deserto, como nas áreas de grandes altitudes. Precisamos de uma estrutura de sistema de alerta com a base da experiência brasileira.”, afirma o cônsul do Peru.  “A cooperação científica brasileira será de suma importância para a expansão dos conhecimentos no monitoramento. Desastres naturais não reconhecem fronteiras políticas. Estamos muito agradecidos pela receptividade do apoio técnico-científico do Cemaden.”, complementa o cônsul peruano.

No acordo de cooperação técnica, ficou agendada, ainda neste semestre, a vinda de instituições peruanas, em São José dos Campos, para um workshop com pesquisadores do Cemaden e o intercâmbio técnico-científico sobre desastres naturais.

Do Cemaden, participaram da reunião com o cônsul do Peru, Arturo Jarama – o diretor Osvaldo Moraes; o coordenador-geral, Marcelo Seluchi;  o coordenador-geral de Pesquisa e Desenvolvimento, José Marengo; a coordenadora de Administração, Alessandra Castro; o chefe de Operações e Modelagens, Frederico Angelis,  além  do professor da Universidade Estadual de Campinas, da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação, professor Hugo Enrique Hernández Figueroa.

 

Confira também

Pesquisadores e especialistas apontam desafios e ações para a prevenção de diminuição de riscos de desastres

  Necessidade de mais investimentos em pesquisas e desenvolvimentos tecnológicos, incluindo parcerias institucionais (nacionais e …