Capa » Noticias » Cemaden dará apoio técnico-científico para implantação do sistema de monitoramento de riscos de desastres naturais no Peru

Cemaden dará apoio técnico-científico para implantação do sistema de monitoramento de riscos de desastres naturais no Peru

Cônsul do Peru, Arturo Jarama em reunião com o diretor e coordenadores do Cemaden, em São José dos Campos (SP).
Cônsul do Peru, Arturo Jarama em reunião com o diretor e coordenadores do Cemaden, em São José dos Campos (SP).

Representante do governo do Peru visitou o Cemaden e conheceu o sistema de monitoramento e emissão de alertas de desastres naturais como modelo a ser implantado em seu país. Em reunião com o diretor e coordenadores, o cônsul discutiu sobre o acordo de cooperação técnica entre Brasil e Peru, bem como a agenda de atividades de intercâmbio científico entre as instituições peruanas e o Cemaden.

O cônsul-geral do Peru, Arturo Jarama, visitou o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden)- do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações –  na semana passada (31 de março), no Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP), para conhecer o modelo do sistema de monitoramento e alertas e definir os pontos do acordo de cooperação técnica-científica, com a finalidade de implantar um sistema semelhante de monitoramento no Peru.

 “A visita é a continuidade da agenda de atividades de intercâmbio de experiências e conhecimentos técnico-científicos entre o Cemaden e instituições peruanas, pelo acordo realizado durante I Encontro de Ciência, Tecnologia e Inovação entre Peru-Brasil, ocorrido no início de janeiro deste ano, em Lima (Peru).”, afirma o diretor do Cemaden, Osvaldo Moraes.  “ O Cemaden vem desenvolvendo metodologias e adquirindo experiência em monitoramento e emissão de alertas, dentro do sistema nacional de gestão de risco de desastres. Esse trabalho integrado irá fortalecer a cooperação bilateral, promovendo o intercâmbio entre os cientistas  do Peru e do Brasil na área de monitoramento e alertas de desastres naturais.”, complementa o diretor do Cemaden.

O cônsul Arturo Jarama visitou a Sala de Situação do Cemaden, acompanhado do coordenador-geral de Operações e Modelagens, meteorologista Marcelo Seluchi, e conheceu o sistema de monitoramento e emissão de alertas, dentro do Plano Nacional de Gestão de Riscos e Respostas de Desastres Naturais.

 “Pela configuração geográfica muito vulnerável, o Peru sofre impactos do fenômeno El Niño, tanto nas áreas do deserto, como nas áreas de grandes altitudes. Precisamos de uma estrutura de sistema de alerta com a base da experiência brasileira.”, afirma o cônsul do Peru.  “A cooperação científica brasileira será de suma importância para a expansão dos conhecimentos no monitoramento. Desastres naturais não reconhecem fronteiras políticas. Estamos muito agradecidos pela receptividade do apoio técnico-científico do Cemaden.”, complementa o cônsul peruano.

No acordo de cooperação técnica, ficou agendada, ainda neste semestre, a vinda de instituições peruanas, em São José dos Campos, para um workshop com pesquisadores do Cemaden e o intercâmbio técnico-científico sobre desastres naturais.

Do Cemaden, participaram da reunião com o cônsul do Peru, Arturo Jarama – o diretor Osvaldo Moraes; o coordenador-geral, Marcelo Seluchi;  o coordenador-geral de Pesquisa e Desenvolvimento, José Marengo; a coordenadora de Administração, Alessandra Castro; o chefe de Operações e Modelagens, Frederico Angelis,  além  do professor da Universidade Estadual de Campinas, da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação, professor Hugo Enrique Hernández Figueroa.

 

Confira também

Diretor do Cemaden realiza palestra sobre gestão de riscos de desastres na universidade do Pará

“O Papel do Cemaden no Plano Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres …