Capa » Noticias » Projeto de Monitoramento do Sistema Cantareira

Projeto de Monitoramento do Sistema Cantareira

Na região Sudeste do Brasil, no período de outubro de 2013 a março de 2014 foram observadas chuvas abaixo da média climatológica na região, com graves consequências no Sistema Cantareira, responsável pelo abastecimento de 8,8 milhões de pessoas (atualmente abastece 6,2 milhões) na Região Metropolitana de São Paulo, em razão da diminuição das vazões naturais afluentes, o que contribuiu para que os reservatórios não recebessem o volume de água esperado para essa época do ano.

Para o estabelecer o monitoramento em tempo real e para a obtenção de dados, de forma a aprimorar o entendimento do ciclo d’água nas sub-bacias, o Cemaden/MCTI instalou  – entre o final de abril e início de maio de 2014  – uma rede de monitoramento de chuvas. Essa rede incluiu a instalação de 33 pluviômetros automáticos, que transmitem dados a cada 10 minutos para o Centro, via telefonia celular.

Com o objetivo de subsidiar informações para a gestão hídrica do Sistema Cantareira, em São Paulo, o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), órgão vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) vem elaborando relatórios semanais sobre os a situação atual e da evolução do armazenamento do Sistema Cantareira, usando um modelo hidrológico e diversos cenários de chuva acima, abaixo e na média histórica.

 Os Relatórios do Sistema Cantareira estão disponibilizados no site www.cemaden.gov.br. O primeiro relatório foi publicado em 22 de janeiro de 2015.

Confira também

Hoje (13) será a inauguração das novas instalações do Cemaden

Nesta sexta-feira (13),  às 16 horas, será inaugurada as novas instalações do Centro Nacional de …