Capa » Noticias » Pesquisadores avaliam o risco e impactos causados pelo avanço do mar em regiões costeiras

Pesquisadores avaliam o risco e impactos causados pelo avanço do mar em regiões costeiras

 Michalis Vousdoukas da Joint Research Centre  apresenta aos pesquisadores do Cemaden a metodologia global para avaliar os impactos  e as vulnerabilidades nas regiões costeiras.(Foto: Ascom-Cemaden)
Michalis Vousdoukas, da Joint Research Centre,  apresenta aos pesquisadores do Cemaden a metodologia global para avaliar os impactos e as vulnerabilidades nas regiões costeiras.(Foto: Ascom-Cemaden)

Pesquisador europeu apresenta – na programação da Série de Debates   “Ciência, Riscos e Desastres”  no Cemaden –  a metodologia global para avaliar os impactos  e as vulnerabilidades nas regiões costeiras e as políticas de adaptação frente às mudanças climáticas. O encontro faz parte do intercâmbio entre Cemaden e Joint Research Centre (JRC) da Comissão Europeia, no âmbito da cooperação científica do Projeto de Apoio aos Diálogos Setoriais União Europeia-Brasil.

“Rumo a uma metodologia global eficaz para avaliar impactos costeiros e políticas de adaptação” é o tema que o pesquisador em Morfodinâmica Costeira, Michalis Vousdoukas – da Joint Research Centre (JRC), sediada na Itália – discutiu com os pesquisadores do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, dentro da programação da Série de Debates “Ciência, Riscos e Desastres”, realizada nesta terça-feira (29), na sede do Cemaden, em São José dos Campos (SP).

O objetivo foi o de mostrar os resultados preliminares do desenvolvimento da ferramenta integrada de avaliação de riscos denominada “LISCoAsT” ( Ferramenta de Avaliação Integrada do Nível do Mar e do Litoral). Foi apresentada a avaliação do risco costeiro ao longo do litoral europeu, em relação às mudanças climáticas. Discutiu-se, também, a aplicação de uma metodologia eficaz para avaliar as opções de adaptação na região costeira da Europa, nos cenários das alterações climáticas.

Os pesquisadores discutiram sobre as abordagens da metodologia global utilizada para avaliar os impactos dos riscos nas regiões costeiras, provocados, como exemplos, pelas ondas originadas por tempestades, marés e aumento do nível do mar. A metodologia utiliza a quantificação, mapeamento e previsão de exposição e vulnerabilidade em áreas costeiras.

Impactos globais e custos para a adaptação  

A metodologia apresentada pelo pesquisador Michalis Vousdoukas, da Joint Research Centre (JRC),  avalia os impactos climáticos nas regiões costeiras, devido o aquecimento global, estimando os custos e avaliando as diferentes opções de adaptação para as mudanças climáticas.

Na pesquisa, as projeções  feitas para a Europa mostram que, no final deste século, 5 milhões de europeus estarão ameaçados, ano a ano,  pelas inundações costeiras. As projeções apontam que os danos anuais das inundações costeiras podem aumentar até 11 e 14 mil milhões de euros / ano até 2050.

Essa palestra e outras realizadas pela Série de Debates “Ciência, Riscos e Desastres”  do Cemaden estão disponibilizadas  no YouTube pelo link : https://m.youtube.com/channel/UCli7dG6pJ6wPkJs53x3FK-w

Diálogos Setoriais Brasil- União Europeia

O Projeto de Apoio aos Diálogos Setoriais Brasil-UE tem como objetivo contribuir para o aprofundamento da parceria estratégica e das relações bilaterais entre o Brasil e a União Europeia. É coordenado em conjunto pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) – por meio da Direção Nacional do Projeto – e pela Delegação da União Europeia no Brasil (Delbra).

O objetivo final dos trabalhos entre o Cemaden/MCTIC e o Joint Research Centre (JRC) é a inclusão do Brasil no Sistema de Coordenação Global  de Alertas de Desastres, o qual é desenvolvido pela cooperação entre as Nações Unidas, a Comissão Europeia e os gestores de desastres em todo o mundo. Esse sistema global possibilita melhorar os alertas, ampliar o intercâmbio de informação e a coordenação na primeira fase, após grandes catástrofes súbitas.

Confira também

Hoje (13) será a inauguração das novas instalações do Cemaden

Nesta sexta-feira (13),  às 16 horas, será inaugurada as novas instalações do Centro Nacional de …