Capa » Noticias » O papel dos núcleos comunitários na gestão de risco de desastres é discutido na Série de Debates do Cemaden

O papel dos núcleos comunitários na gestão de risco de desastres é discutido na Série de Debates do Cemaden

A importância da participação ativa da comunidade no trabalho integrado de prevenção e redução de riscos de desastres, junto às Defesas Civis e aos órgãos públicos, foi o tema discutido por transmissão pelo YouTube da Série de Debates do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden)- unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI).

Os convidados da Série de Debates “Ciência, Riscos e Desastres”, realizado no último dia 31 de março, foram Rejane Lucena – gerente de Planejamento na Superintendência da Defesa Civil de Jaboatão dos Guararapes (PE) e pesquisadora da Universidade Federal de Pernambuco – e do pesquisador Marcos Rodrigo, coordenador do Banco Comunitário do Preventório, em Niterói (RJ), atuando com ações junto a lideranças comunitárias no enfrentamento de riscos sociais, como de desastres, pandemia e segurança alimentar.

“A participação cidadã para a redução do risco de desastres está interligada na  abertura da voz da comunidade no processo de compreensão do risco e suas interfaces.”, enfatiza Rejane Lucena, da Defesa Civil de Jaboatão dos Guararapes, abordando os desafios da Educação e da Comunicação nesse processo, além do papel dos Núcleos Comunitários de Proteção e Defesa Civil (NUPDECs). “A informação e o conhecimento não são provenientes somente  dos órgãos instituídos. As experiências e os saberes da comunidade devem ser valorizados na gestão integrada dos riscos.”, complementa a pesquisadora.

O pesquisador Marcos Rodrigo reforça essa ideia sobre ouvir a comunidade, promover debates e ações, envolvendo as pessoas para o enfrentamento dos riscos, vulnerabilidades e prevenção. “A compreensão de risco é maior na comunidade, pois elas enfrentam, diretamente, os muitos e variados riscos existentes, como os sociais, econômicos, de saúde…”, destaca Rodrigo. Ele explica a importância de envolver toda a sociedade no apoio das ações comunitárias, apoiar e fortalecer a rede de líderes, reforçando os movimentos comunitários para atividades emergenciais e atividades permanentes.

O moderador da Série de Debates e pesquisador do Cemaden, Victor Marchezini,  observa que para o fortalecimento do Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil, principalmente, na parte de recuperação e reconstrução a longo prazo, faz-se necessário, também, pensar em políticas e agendas que fortaleçam a parte econômica das comunidades. Explica que a ideia desse debate, trazendo representantes da Defesa Civil e da Comunidade, visa mostrar a organização dos núcleos e lideranças comunitárias para o trabalho de redução dos riscos e vulnerabilidades.

A íntegra dos debates sobre Núcleos Comunitários de Proteção e Defesa Civil está disponibilizado no Canal YouTube da Série de Debates do Cemaden – acessando o link

https://www.youtube.com/watch?v=P3pqPTNFsyc

Fonte: Ascom/Cemaden

Confira também

Cemaden lança licitação para aquisição de materiais/equipamentos

O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), localizado no Parque Tecnológico …