Capa » Noticias » Comitiva chinesa e de gestores de parques tecnológicos visitam o Cemaden

Comitiva chinesa e de gestores de parques tecnológicos visitam o Cemaden

20160718_165826

 

A visita ocorreu nesta segunda-feira (18), dentro da programação do Fórum Brasil-China de Parques Tecnológicos, que se realiza, em São José dos Campos, até o próximo dia 20 de julho.

A delegação chinesa, composta também por representantes do Ministério de Ciência e Tecnologia Chinês, gestores brasileiros de parques tecnológicos do país, e representantes brasileiros do governo municipal, estadual e federal visitaram as instalações do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) – do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações – conhecendo a Sala de Situação da sede de São José dos Campos (SP), no final desta tarde de segunda-feira.

A visita técnica fez parte da programação do Fórum Brasil-China de Parques Tecnológicos, que ocorrerá entre os dias 18 e 20 de julho, no Parque Tecnológico em São José dos Campos.

O coordenador-geral de Pesquisas e Desenvolvimento do Cemaden, Mário Mendiondo,  explanou sobre a utilização da pesquisa, ciência e tecnologia para o monitoramento e emissão de alertas de riscos de desastres naturais, nos  957 municípios classificados como prioritários do território nacional, bem como a missão do Cemaden. A comitiva também visitou as instalações e algumas empresas sediadas nesse parque tecnológico.

Fórum Brasil-China de Parques Tecnológicos

O fórum é promovido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), em parceria com a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), para desenvolver as ações de parcerias científicas e cooperação para possíveis investimentos, previstas no Memorando de Entendimento assinado, em 2015, entre Brasil e China.

Na abordagem sobre os sistemas nacionais de inovação e as perspectivas para cooperação entre os dois países, o secretário-executivo substituto do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, do governo federal, o coordenador-geral de Serviços Tecnológicos, Jorge Mario Campagnolo apresentou todos os instrumentos disponibilizados por vários ministérios do governo brasileiro para a articulação entre a ciência, tecnologia e inovação e a produção econômica.

“O grande desafio do Brasil é levar a boa produção científica das universidades e institutos de pesquisas para o mercado produtivo.”, enfatiza Campagnolo, lembrando as ações de cooperação científica, de projetos, capacitação científica de pós-doutorado e a possibilidade de lançamento de editais específicos para a cooperação entre Brasil e China, entre outras, que fazem parte do documento assinado, no ano passado, entre os dois países.

 O secretário citou alguns exemplos que fomentam e dão prioridade ao desenvolvimento tecnológico e de inovação no Brasil, como  a Emenda Constitucional N° 85 (de fevereiro de 2015), o Marco Tecnológico, a criação da  Empresa Brasileira de  Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapi) e a iniciativa da criação do Porto Digital, em Recife (PE), além de incentivo aos arranjos de “matchmaking” para as novas empresas de bases tecnológicas.

Entre as autoridades que visitaram o Cemaden, estavam : o diretor adjunto do Torch Center do Ministério da Ciência e Tecnologia da China, Duan Junhu; representante da Embaixada brasileira em Pequim, Romero Gonçalves Ferreira Maia Filho;   o secretário-executivo substituto do MCTIC, Jorge Mario Campagnolo; o presidente da Anprotec, Jorge Luis Nicolas Audy e  o diretor técnico e de Operações do Parque Tecnológico, Elso Alberti Júnior.

Confira também

Aberto processo seletivo do Cemaden para Bolsas de Iniciação Científica-CNPq a estudantes universitários e de ensino médio

O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) – unidade de pesquisa …