Capa » Noticias » Cemaden participa de debate sobre redução de desastres no Rio de Janeiro

Cemaden participa de debate sobre redução de desastres no Rio de Janeiro

Para compreender as vulnerabilidades em todas as abordagens, desde a área humana, de saúde até a de infraestrutura – além dos diversos impactos provocados pelos desastres socioambientais – foi promovida uma mesa-redonda com pesquisadores, estudantes e profissionais de diferentes instituições públicas para debater o tema sobre desastres.

O evento ocorreu no Rio de Janeiro, no último dia 24 de abril, promovido pela Escola Politécnica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Poli-UFRJ) e pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e teve a participação do pesquisador do Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden), o sociólogo Victor Marchezini. Ainda no evento, foi apresentada a Plataforma do Conhecimento em Desastres (P-CON) e o relançamento de e-book gratuito sobre gestão e redução de risco de desastres.

A mesa-redonda entre Cemaden, Poli-UFRJ e Fiocruz foi seguida de um debate entre os palestrantes e participantes.

 “O diálogo presencial é necessário para construção de políticas públicas em todos os temas, particularmente aqueles que impactam diretamente na vida das pessoas, como a redução de vulnerabilidade e os riscos cotidianos, a prevenção de desastres e a adaptação às mudanças ambientais.”, afirma o pesquisador do Cemaden, Victor Marchezini. “Precisamos trabalhar com o conceito de segurança humana”, alerta o pesquisador que há 15 anos estuda a Sociologia dos Desastres no Brasil.

“É uma oportunidade de se alertar sobre as diferentes dimensões de vulnerabilidade e suas considerações para seguirmos um caminho de redução de riscos mais eficiente”, destaca o professor Marcos Barreto de Mendonça, do Departamento de Construção Civil da Poli-UFRJ.

“Temos um grande desafio que é não só compreender as vulnerabilidades, o que requer investimentos para fortalecer as instituições de pesquisa e ensino no País.”, destaca o pesquisador Carlos Machado de Freitas, da Fundação Oswaldo Cruz e coordenador do Centro de Estudos e Pesquisas em Desastres e Emergências em Saúde (Cepedes). “Precisamos transformar essa compreensão e conhecimentos em ações de Estado, o que requer governos comprometidos com a redução das vulnerabilidades sociais e ambientais, bem como a redução do risco de desastres.”, enfatiza o pesquisador.

Plataforma do Conhecimento em Desastres

A mesa-redonda também apresentou a Plataforma do Conhecimento em Desastres (P-CON), projeto da UFRJ lançado em fevereiro, que visa facilitar a colaboração entre os envolvidos na temática de desastres. Trata-se de uma plataforma na internet, aberta e gratuita, que reúne informações sobre pessoas e instituições, ações e recursos relacionados ao tema, tudo classificado de acordo com a área correlata ao item cadastrado, conforme explica um dos criadores da plataforma, o professor e pesquisador da Poli-UFRJ, Marcos Barreto de Mendonça.

Leandro Torres Di Gregorio, também professor da UFRJ e ex-pesquisador no Cemaden, foi um dos idealizadores do projeto, com apoio do professor Mendonça e da professora Alessandra Conde, também da UFRJ.   “É uma ferramenta que busca a integração de esforços entre poder público, instituições de ensino/pesquisa, organizações comunitárias, outras instituições e indivíduos que atuam ou se interessam pela área de desastres.”, afirma o pesquisador Di Gregorio.

Di Gregorio explica que a ideia é formar um amplo ambiente colaborativo em desastres que impulsione a comunicação entre os diversos atores envolvidos em todas as fases da gestão de riscos de desastres. A ferramenta também é aberta a todas as redes, grupos de pesquisa ou associações que desejem utilizá-la para potencializar suas atividades em RRD e divulgar seus trabalhos.

Lançamento de livro e e-book gratuito

Ao final do evento foi relançado o livro e e-book gratuito “Redução de vulnerabilidade a desastres: do conhecimento à ação”, organizado pelos pesquisadores do Cemaden Victor Marchezini, Luciana de Resende Londe e Silvia Midori Saito e, também, pelo pesquisador Ben Wisner, da University College London. O livro reúne os trabalhos de pesquisas de 87 cientistas de 12 países, distribuídos em 28 capítulos.

Para acessar o e-book gratuitamente:

https://www.cemaden.gov.br/publicacoes-cemaden/

Para participar da Plataforma do Conhecimento em Desastres pode acessar o site www.pcon-desastres.poli.ufrj.br

(Fonte: Ascom-Cemaden e Poli-UFRJ)

 

Confira também

Cemaden amplia rede de monitoramento aplicada à prevenção de deslizamentos em Blumenau (SC)

Nesta semana, o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) – unidade …