Capa » Noticias » Cemaden lança Boletim Trimestral com análises de alertas e ocorrências de desastres no País

Cemaden lança Boletim Trimestral com análises de alertas e ocorrências de desastres no País

Foi lançado, nesta semana, o Boletim Trimestral da Sala de Situação do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) – unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) – com o objetivo de apresentar à sociedade as características da distribuição dos alertas emitidos por localidades e períodos, analisando as principais ocorrências registradas de desastres geo-hidrológicos (movimentos de massa, inundações, enxurradas e alagamentos). Também são apresentados os impactos socioeconômicos causados pelos eventos alertados pelo Cemaden, ocorridos no período entre janeiro, fevereiro e março de 2020.

O boletim – que terá periodicidade trimestral – é produto de um grupo de trabalho criado em 2016 que, com o objetivo de sistematizar o grande volume de dados gerados pelos alertas, desenvolveu um modelo conceitual de Banco de Dados e implementou um sistema de registro de ocorrências denominado REINDESC (Registros de Eventos de Inundação e Deslizamentos do Cemaden).

Além do destaque dado aos fenômenos meteorológicos que deflagraram as principais ocorrências do período analisado, a novidade do boletim é a apresentação de informações integradas entre alertas, ocorrências e dados socioeconômicos registrados. Essas informações estão inseridas no Formulário de Informação de Desastre (FIDE), preenchido pelos municípios e disponibilizado para consulta no Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID) da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (SEDEC), do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

“Ainda que as informações sobre pedidos de reconhecimento federal da situação de emergência ou calamidade pública de municípios impactados por desastres estejam disponibilizadas para consulta no formulário FIDE, não havia órgão da União que fizesse uma análise das ocorrências, sobretudo nos municípios monitorados”, afirma o tecnologista Rafael Luiz, da Sala de Situação do Cemaden e coordenador do trabalho. Ele explica que, especialmente no 1º trimestre de 2020 (devido à magnitude dos eventos ocorridos em diversas regiões do País), essas informações tornam-se relevantes para o suporte de pesquisas e ações relacionadas à gestão e prevenção de desastres.  “Na medida em que são apresentados os cenários de impactos, em termos quantitativos e financeiros, possibilita-se identificar diversos elementos acerca da vulnerabilidade social e material existentes nos municípios”, destaca o tecnologista Rafael Luiz.

Análises do primeiro trimestre de 2020 

O primeiro trimestre de 2020 foi marcado pela anomalia positiva de chuvas em grande parte da Região hidrográfica do Tocantins-Araguaia e do setor leste do País, abrangendo áreas das Regiões :  Nordeste (bacias do Rio Parnaíba, no Piauí e Rio Mearim, no Maranhão), Sudeste (costa litorânea, Regiões Metropolitanas de São Paulo e de Belo Horizonte, Zona da Mata e Sul do Espírito Santo).

Na parte estatística, no primeiro trimestre deste ano, dos 1.789 alertas enviados pelo Cemaden ao Cenad (Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres/MDR), 843 alertas foram de risco geológico e 946 de risco hidrológico. Em relação aos 495 registros de ocorrências de desastres, 194 foram sobre eventos geológicos de movimento de massa (queda, tombamentos e rolamentos; deslizamentos e corridas de massa) e 301 registros de ocorrências sobre eventos hidrológicos (inundações, enxurradas e alagamentos).

Em relação ao impacto dos eventos nos municípios monitorados, destacaram-se os danos materiais (estimados em mais de um bilhão de reais) e os prejuízos econômicos, que alcançaram a marca de 450 milhões de reais no setor privado e 70 milhões de reais no setor público. Além disso, estimou-se que os desastres afetaram mais de 2 milhões de pessoas, incluindo aproximadamente: 70 mil desalojados, 20 mil desabrigados, 500 feridos/enfermos  e 85 vítimas fatais.

O Boletim Trimestral da Sala de Situação, do período de janeiro-fevereiro e março de 2020, está disponibilizado no portal do Cemaden, com acesso pelo endereço: http://www.cemaden.gov.br/boletim-1o-trimestre2020/

Fonte: Ascom/Cemaden

 

Confira também

Estudo multidisciplinar do Cemaden analisa como lidar com dados e informações para os sistemas de alerta de riscos de desastres

Um estudo multidisciplinar sobre os desafios para a governança de dados e informações nos quatro …