Capa » Noticias » Cemaden Educação e Instituto Florestal promovem o plantio de mudas de árvores para compensação de CO2 com a participação de estudantes

Cemaden Educação e Instituto Florestal promovem o plantio de mudas de árvores para compensação de CO2 com a participação de estudantes

O plantio de 90 mudas de espécies de árvores nativas da Mata Atlântica, realizado  por  alunos da Escola Estadual José Mazella,  no município de Taubaté (SP), teve o objetivo de dar continuidade ao projeto de compensação das emissões de gás carbônico (CO2),  produzido no evento realizado, no ano passado, em São José dos Campos, durante as comemorações da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT do Vale do Paraíba 2018).

As atividades educativas e ambientais, bem como o projeto de compensação da emissão de gás carbônico, foram promovidos pelo Viveiro Florestal de Taubaté, do Instituto Florestal (unidade do Sistema Ambiental Paulista), em parceria com o Programa Cemaden Educação, do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden),

Atualmente, o Cemaden Educação e o Instituto Florestal vem desenvolvendo pesquisa sobre compensação das emissões de gás carbônico, responsáveis pelo efeito estufa na atmosfera, com influência nas condições de temperatura e clima. A pesquisa está sendo feita em parceria com o professor Getúlio Martins, da Faculdade de Roseira (SP).

O plantio das mudas de árvores nativas foi próximo ao rio Ribeirão das Antas, afluente do Paraíba do Sul, no último dia 21 de novembro, no distrito de Registro, dentro da área do Viveiro Florestal, no município de Taubaté. A finalidade da atividade é estimular ações de educação ambiental nas escolas envolvidas, trabalhando com os estudantes sobre a importância do plantio de espécies nativas para o sequestro de carbono, restauração ecológica, melhoria da qualidade ambiental e prevenção de riscos socioambientais. Cerca de 30 alunos do 1º ano do ensino médio da  E.E. José Mazella participaram das atividades de plantio das mudas:

“Aprendemos muita coisa sobre efeito estufa, que não sabíamos. Por isso, agradeço a oportunidade de obter esse conhecimento.”, diz a estudante Caroline. “Muito importante termos conhecimento sobre a preservação do meio ambiente para nossa vida.”, afirma Dante, aluno da escola. “Foi ótimo participar do plantio de mudas. Além de ser uma atividade escolar diferente, vamos ajudar o meio ambiente.”, avalia a estudante Daianara.  “Colocar a ‘mão na massa’, literalmente, foi muito legal e não vejo a hora de voltar e acompanhar o crescimento dessas árvores. São importantes para nossa vida e pretendo dar continuidade, pois planejo viver com atividade rural.”, diz Ana Clara, estudante do 1º ano do ensino médio da escola.

A professora da E.E. José Mazella, Eliete Eugênia da Silva Santos, lembrou que já estiveram no ano anterior plantando mudas e agradeceu o apoio do Viveiro Florestal para o projeto de educação ambiental. “É um projeto que desperta muito o interesse do aluno, estimulando o aprendizado voltado à ciência. Agradeço a equipe do Cemaden Educação pelas atividades realizadas na escola, levando conhecimentos científicos sobre clima, meio ambiente e prevenção de desastres.”

Fonte: Ascom/Cemaden

 

Confira também

Cemaden lança licitação para contratação de serviço de manutenção predial

O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais – Cemaden, localizado no Parque …