Capa » Noticias » Artigo analisa percepção de professores em relação às mudanças climáticas

Artigo analisa percepção de professores em relação às mudanças climáticas

Identificar a percepção dos professores do ensino fundamental sobre mudanças climáticas – o que pensam, aprendem e ensinam – tem uma importância fundamental para a inclusão dos educadores na formulação de planos de adaptação e preparação das novas gerações às mudanças climáticas, em vários setores da sociedade.

 

Uma pesquisa realizada com professores do ensino fundamental das escolas do município de São José dos Campos (SP) permitiu uma análise do conhecimento e da percepção dos educadores sobre mudanças climáticas, mostrando como lidam com os conteúdos da temática nas salas de aula.

Os resultados do estudo podem auxiliar a elaboração de ações práticas voltadas ao planejamento das atividades escolares, do treinamento e da atualização dos conhecimentos sobre mudanças climáticas e seus impactos, como os desastres. Os dados levantados indicam como os professores estão sendo preparados para compreender e lidar com os problemas contemporâneos resultantes dessas mudanças do clima.

De autoria dos pesquisadores Victor Marchezini e Luciana Londe, do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) – unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI)-  o artigo foi publicado na revista científica internacional Natural Hazards, no último dia 04 setembro, com o título “Looking to future perceptions about climate change in Brazil: What children’s teachers think, learn and teach about?” (Olhando para as percepções futuras sobre as mudanças climáticas no Brasil: o que os professores das crianças pensam, aprendem e ensinam?).

“Com base na amostragem da pesquisa, foi observada a necessidade de se criar mais oportunidades aos educadores para atualização e discussão, além de recomendações de literatura científica sólida, no apoio para o planejamento  do ensino-aprendizagem dentro das salas de aula.”, destaca a pesquisadora Luciana de Resende Londe.

No perfil dos participantes da pesquisa, 80,9% dos professores ministram aulas do ensino fundamental e médio e 19,1% lecionam no ensino fundamental. Do total dos pesquisados, 67,5% ensinam Geografia e 66,7% Ciências. Mais da metade dos entrevistados (51,3%) trabalham há mais de 10 anos nas escolas e 77,6% informam que tentam se manter atualizados sobre as mudanças ambientais globais. Curiosamente, a pesquisa aponta que 60,3% dos professores não tiveram aulas sobre mudanças climáticas durante o curso superior de graduação.

Para a pesquisadora do Cemaden, Luciana Londe, as futuras pesquisas devem explorar como as discussões nas aulas da temática “mudanças climáticas” se estendem para as opiniões e comportamentos dos familiares dos alunos. Victor Marchezini, que é professor no Programa de Pós-Graduação em Ciência do Sistema Terrestre (PGCST/INPE), considera que “a Ciência do Sistema Terrestre precisa ser mais centrada nas pessoas e conectada com as Ciências Humanas e Sociais”, destacando a necessidade de encontrar os caminhos inovadores para falar, ensinar, aprender e agir nesse cenário de  justiça e emergência climática.

O artigo destaca como o reconhecimento dos professores sobre o tema é importante para as percepções futuras e capacidades adaptativas dos jovens. Mostra que as percepções dos professores sobre mudanças climáticas podem moldar suas discussões e práticas em sala de aula.

Os principais resultados da pesquisa foram traduzidos para o português e estão disponíveis no link:

infografico_artigo percepções dos professores sobre mudancas climaticas

A pesquisa “Olhando para as percepções futuras sobre as mudanças climáticas no Brasil: o que os professores das crianças pensam, aprendem e ensinam?” estará disponibilizada e aberta gratuitamente, somente neste mês, no link :

http://links.springernature.com/f/a/6Sc9skPSeH5qdkkFZcau_w~~/AABE5gA~/RgRhNJ_qP0QwaHR0cDovL3d3dy5zcHJpbmdlci5jb20vLS8wL0FYUmQzM3JvNTh5YXNfWm11bjVZVwNzcGNCCgBIamxTX59EVt1SHGx1Y2lhbmEubG9uZGVAY2VtYWRlbi5nb3YuYnJYBAAABuc~

(Fonte: Ascom/Cemaden)

Confira também

Com participação do MCTI e MEC-Capes, Cemaden Educação apresenta propostas aos professores sobre atividades do “Ciência na Escola”

A equipe do Cemaden Educação, programa do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres …