Capa » Riscos geo-hidrologicos » 29/01/2020 – Previsão de Risco Geo-Hidrológico

29/01/2020 – Previsão de Risco Geo-Hidrológico

A previsão meteorológica indica condições para a continuidade da chuva nos próximos dois dias para o Sudeste do Brasil. Considerando principalmente os altos acumulados observados na última semana em Minas Gerais, no Espírito Santo e norte do Rio de Janeiro, há potencial para a deflagração de processos geo-hidrológicos que ainda podem causar impactos significativos. Há previsão de retorno das pancadas de chuva também no sul do Rio de Janeiro e faixa leste de São Paulo, onde pode haver eventos pontuais de enxurradas e deslizamentos, principalmente nas grandes áreas urbanas.  Na faixa norte do país, do Amapá até o Ceará, há previsão de pancadas de chuva localmente fortes nos próximos dias, que podem deflagrar processos hidrológicos principalmente em municípios litorâneos. No Sul do país o ingresso de novas áreas de instabilidade poderá causar pancadas de chuva localmente fortes, favorecendo eventos de enxurradas no leste do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Sendo assim, tem-se:

 

Na quarta-feira (29/01/2020) (Figura 1), considera-se ALTA a possibilidade de eventos hidrológicos em todo o Espírito Santo, devido aos altos acumulados dos últimos dias, à continuidade de chuvas previstas para essa região e a tendência de alta dos rios das Bacias do Rio Doce e do Rio Itapemirim. Para estas mesmas localidades, o cenário de risco para movimentos de massa indica uma possibilidade MODERADA de novos eventos, visto a diminuição do volume de água no solo desde o final de semana, quando as chuvas diminuíram ou cessaram, somados com a possibilidade de chuva na forma de pancadas.

Para boa parte de Minas Gerais, há previsão de chuva, mas com volumes não expressivos como os da semana passada. Portanto, passamos a considerar ALTA a possibilidade de eventos geo-hidrológicos, incluindo a Região Metropolitana de Belo Horizonte, Bacia do Rio das Velhas, a Região do Vale do Rio Doce e Zona da Mata em Minas Gerais.  Para a Região Serrana e norte do Rio de Janeiro, também considera-se ALTA a possibilidade de eventos geo-hidrológicos.

Nas áreas destacadas em amarelo, considera-se MODERADA a possibilidade de eventos geo-hidrológicos, que inclui a Região do Jequitinhonha e Sul de Minas Gerais, parte do Rio de Janeiro (incluindo a capital), faixa leste de São Paulo (incluindo a capital e Vale do Paraíba), a faixa norte do país (do litoral do Amapá ao Ceará) e o nordeste de Santa Catarina.

Na quinta-feira (30/01/2020) (Figura 2), manteve-se as mesmas regiões com nível ALTO nos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Nas áreas destacadas em amarelo, considera-se MODERADA a possibilidade de eventos geo-hidrológicos, que inclui o sul de Minas Gerais, parte do Rio de Janeiro (incluindo a capital), sul e leste de São Paulo (incluindo as regiões metropolitanas da capital, Vale do Paraíba, Campinas, além de toda a faixa litorânea), a faixa norte do país (do litoral do Amapá ao Ceará), leste de Santa Catarina, além do nordeste do Rio Grande do Sul (com destaque a região de Porto Alegre).

 

Os níveis indicados no mapa podem ser alterados de acordo com os acumulados de chuva que serão observados nas próximas 24 horas associados à previsão de precipitação dos modelos meteorológicos.

Ressalta-se que nas regiões em laranja, há ALTA possibilidade de ocorrência de eventos geo-hidrológicos, tais como enxurradas, inundações, alagamentos, deslizamentos esparsos (incluindo queda de barreiras e taludes de corte-e-aterro), os quais podem acontecer em locais que já apresentam um histórico de ocorrências ou evidências de movimentação de solo.

 

 

Figura 01. Mesorregiões Brasileiras com possibilidade de ocorrência de eventos geo-hidrológicos. Este mapa é feito por uma equipe multidisciplinar, levando em consideração as condições do cenário de risco geo-hidrológico atual somado à previsão de chuva.

Figura 02. Mesorregiões Brasileiras com possibilidade de ocorrência de eventos geo-hidrológicos. Este mapa é feito por uma equipe multidisciplinar, levando em consideração as condições do cenário de risco geo-hidrológico atual somado à previsão de chuva.

Gostaria de contribuir registrando ocorrência de eventos de caráter geodinâmico (movimento de massa) e/ou hidrológico (inundação e/ou enxurrada) no seu município?  Sua informação é bem-vinda,  mesmo  ocorrências  pequenas são de extrema importância para avaliar a qualidade dos alertas emitidos pelo CEMADEN.

Por gentileza, preencha o breve questionário no link abaixo: http://www.cemaden.gov.br/ocorrencias/index.php 

Confira também

23/09/2020 – Previsão de Risco Geo-Hidrológico

Nesta quarta-feira (23/09/2020), o cenário de risco de eventos geo-hidrológicos para as mesorregiões do Brasil …