Capa » Monitoramento » Situação Atual e Previsão Hidrológica para o Aproveitamento Hidroelétrico Três Marias 03/01/2019

Situação Atual e Previsão Hidrológica para o Aproveitamento Hidroelétrico Três Marias 03/01/2019

A precipitação média espacial, acumulada durante a estação chuvosa, nos meses de outubro a dezembro de 2018, baseado nas redes pluviométricas que cobrem a bacia de captação do aproveitamento hidrelétrico de Três Marias (12 pluviômetros do INMET e 37 pluviômetros do CEMADEN), foi de 700 mm, equivalente a 58% da média climatológica (1983-2018) para o período chuvoso (outubro a março), igual a 1200 mm. Em dezembro de 2018, observou-se 268 mm de precipitação, o que representa 7% abaixo da média deste mês (289 mm).

A vazão natural[1] média do Aproveitamento Hidrelétrico Três Marias no mês de dezembro de 2018 foi 683 m³/s, o que representa 33% abaixo da vazão histórica média mensal, considerando o período de 1983-2018 (1014 m³/s) de acordo com os dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Ainda segundo o ONS, a vazão defluente média, para o mesmo período, foi de 109 m3/s. O reservatório Três Marias operou em 02 de janeiro de 2019 com 53,4% do volume útil.

[1] Vazão que existiria caso não houvesse interferência humana.

Previsão de chuva para os próximos dias

As previsões baseadas no modelo GENS/NOAA, indicam chuvas relativamente irregulares, principalmente em forma de pancadas nos próximos 10 dias. Os acumulados pluviométricos terão uma tendência decrescente ao longo dos próximos 10 dias, totalizando valores acumulados inferiores à média histórica da época na bacia de captação do reservatório Três Marias (Figura 1). Essa situação poderá se estender, pelo menos, até a terceira semana de janeiro.

Figura 1. Previsão de precipitação acumulada em milímetros (mm) nos próximos 3 (a) e 10 (b) dias para a bacia de captação do Aproveitamento Hidrelétrico Três Marias, segundo a previsão do modelo numérico GENS/NOAA. A área da bacia de captação do Aproveitamento Hidrelétrico Três Marias é indicada na Figura com linha preta espessa.

Projeção de vazão e armazenamento para os próximos meses

A Figura 2 além das vazões médias mensais observadas, as projeções de vazão média mensal natural (em m³/s), obtida a partir da previsão de vazão para o período 03 a 12 de janeiro de 2018, e dos cenários de vazão de 13 de janeiro a 30 de setembro de 2019. Para a obtenção dos cenários da vazão natural média mensal foram considerados quatro diferentes cenários de precipitação: média climatológica, 25% acima da média, 25% abaixo da média e um cenário de precipitação igual ao ocorrido no período de 13 de janeiro a 30 de setembro de 2014 (série crítica de precipitação no período 1983-2018). As simulações indicam que, considerando um cenário de chuva na média histórica, a vazão média no período de janeiro a abril de 2019, no reservatório de Três Marias, seria 946 m3/s, o que representa 85% da média histórica desse período (1.110 m3/s). Para o período de maio a setembro de 2019, este mesmo cenário indica uma vazão média de 194 m³/s, o que representa 71% da média histórica desse período (273 m³/s).

Figura 2. Cenários de vazão natural média mensal (em m³/s) para o aproveitamento Hidrelétrico de Três Marias (linhas tracejadas): precipitação 25% abaixo da média climatológica (azul claro); na média climatológica (cinza) e precipitação 25% acima da média climatológica (azul escuro); e precipitação igual ao ocorrido entre janeiro e setembro de 2014 (laranja). As linhas espessas representam as vazões médias mensais observadas de acordo com o ONS: vazão média mensal para o período 1983-2018 (preto); vazão mínima média mensal para o período 1983-2018 (marrom); vazão média mensal de outubro de 2017 a setembro de 2018 (rosa); e vazão média mensal de outubro de 2018 a 02 de janeiro de 2019 (roxo).

A Figura 3 mostra as projeções da evolução do volume armazenado no reservatório do Aproveitamento Hidrelétrico Três Marias usando a previsão e projeção de vazões, e considerando defluência igual a 150 m³/s para o período de janeiro a abril de 2019, de acordo com o divulgado pela ANA/CEMIG/NOS e, para o período de maio a setembro de 2019, iguais às médias mensais operadas em 2018, com média igual a 228 m³/s. Nesta simulação foram incorporadas as captações outorgadas pela ANA[1] no reservatório Três Marias, em valores médios mensais. Segundo as projeções, no cenário de precipitação crítica (iguais ao ocorrido entre janeiro a setembro de 2014), o reservatório, estaria em 30 de abril de 2019, com aproximadamente 63,7% da sua capacidade de armazenamento e, no dia 30 de setembro de 2019, atingiria 51,8%.

[1] http://www2.ana.gov.br/Paginas/institucional/SobreaAna/uorgs/sof/geout.aspx#outorgasana

Figura 3. Projeções da evolução do armazenamento do Aproveitamento Três Marias para quatro cenários: precipitação 25% abaixo da média (linha azul claro), na média climatológica (linha cinza), 25% acima da média (linha azul escuro) e série de precipitação crítica (janeiro a setembro de 2014) (linha laranja), considerando o Volume Útil (15.278 hm³) e defluência média de 150 m³/s para o período de janeiro a abril de 2019 e para o período de maio a setembro de 2019 com média igual a 228 m³/s. As linhas sólidas representadas pelas cores roxa e magenta mostram, respectivamente, a evolução do armazenamento do Aproveitamento Três Marias no período de 01 de outubro de 2018 a 02 de janeiro de 2019 e de 01 de outubro de 2017 a 30 setembro 2018.

FAÇA O DOWNLOAD DO RELATÓRIO NA INTEGRA

Confira também

Boletim de impactos em áreas estratégicas para o Brasil – 07/05/2019

Reuniao_Impactos_CEMADEN_Abril2019Boletim10_Impactos_20190507SUMÁRIO A décima edição do boletim mensal de previsão de impactos em atividades estratégicas para o …