Capa » Noticias » Resultados finais dos estudos sobre adaptação às mudanças climáticas em áreas costeiras serão apresentados, em Santos, nesta quinta-feira (17)

Resultados finais dos estudos sobre adaptação às mudanças climáticas em áreas costeiras serão apresentados, em Santos, nesta quinta-feira (17)

Uma equipe composta por pesquisadores brasileiros, norte-americanos e ingleses vem desenvolvendo estudos sobre adaptação às mudanças climáticas em áreas costeiras. No Brasil, o estudo de caso está sendo desenvolvido no município de Santos (SP). Coordenada pelo climatologista José Marengo – coordenador-geral de Pesquisas e Desenvolvimento do Cemaden – a pesquisa do Projeto “Metropole” é totalmente financiada pelo Belmont Forum, e com a componente brasileira financiada pela Fapesp.

 

Os resultados finais dos estudos desenvolvidos sobre adaptação às mudanças climáticas em áreas costeiras serão apresentados no Workshop Final do Projeto  Metropole, a ser realizado nesta quinta-feira (17 de agosto), a partir das 9 horas, no Teatro Guarany, em Santos, município do litoral do estado de São Paulo. O projeto se intitula “Uma estrutura integrada para analisar tomada de decisão local e capacidade adaptativa para mudança ambiental de grande escala: estudos de caso de comunidades no Brasil, Reino Unido e Estados Unidos”,  (Metropole, na sigla em Inglês).

O Projeto Metropole vem sendo desenvolvido desde o ano de 2013, por uma equipe científica nacional e internacional, composta por pesquisadores das instituições brasileiras : do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden); do  Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE); da Universidade de São Paulo (USP); da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Instituto Geológico de São Paulo (IG) e da Prefeitura de Santos. Das instituições internacionais, são integrantes do projeto os pesquisadores da University of South Florida, dos Estados Unidos e da Kings College of London , da Inglaterra.

 “Trata-se de uma pesquisa inovadora e comparativa,  com forte componente aplicativo. O estudo não onera o município, mas seus resultados podem trazer benefícios de várias ordens para Santos.”, enfatiza o coordenador-geral de Pesquisa e Desenvolvimento do Cemaden,  José Marengo, coordenador-geral do Projeto Metropole.

Desenvolvimento e aplicação dos resultados das pesquisas

 O Projeto Metropole vem sendo desenvolvido a partir de diversas fases:  “Inicialmente, foram elaboradas projeções climáticas para os anos de 2050 e 2100, com cenários de aumento de nível do mar associado a tempestades, cujos impactos são apresentados de forma visual.”, afirma o pesquisador Marengo e complementa : “No final do projeto, vários cenários de elevação do nível do mar  foram apresentados para lideranças do município, para conhecerem os resultados das projeções elaboradas por especialistas e discutirem as ações de adaptabilidade para Santos.”

Marengo explica que a combinação do aumento do nível do mar com tempestades e ventos mais fortes pode provocar danos bastante altos na infraestrutura dessas cidades. “ Estimou-se que a inundação de áreas costeiras das zonas sudeste de Santos – causada pela combinação da elevação do nível do mar com ressacas, marés meteorológicas e astronômicas e eventos climáticos extremos – pode causar prejuízos acumulados de quase R$ 2 bilhões até o ano de 2100, caso não sejam implementadas medidas de adaptação.”, destaca o pesquisador.

Os resultados do projeto de pesquisa têm ajudado a Prefeitura  de Santos na elaboração do Plano Municipal de Adaptação a Mudança de Clima (PMAMC). A elaboração do plano foi baseada nos resultados de um estudo internacional sobre a elevação do nível do mar, causada pelas mudanças climáticas na cidade do litoral sul paulista.

A Programação do workshop desta quinta-feira (17), ocorrerá das 9h00 às 16h30 e prevê apresentações dos resultados finais da pesquisa.

(fonte: Ascom-Cemaden com Ascom da Prefeitura de Santos e da Fapesp)

 

Confira também

Cemaden coordenará discussões em dois temas do II Congresso Brasileiro de Redução de Risco e Desastres

Causas dos riscos de desastres, aumento da vulnerabilidade e discussões sobre Educação, sustentabilidade e resiliência …