Capa » Noticias » Projeto Lorena Resiliente faz balanço dos resultados de ações para prevenção de desastres naturais

Projeto Lorena Resiliente faz balanço dos resultados de ações para prevenção de desastres naturais

Escolas municipais de Lorena apresentaram as práticas pedagógicas envolvendo diversas disciplinas, visando disseminar a conscientização da prevenção de desastres naturais. Entre as atividades, os alunos fizeram a apresentação da música e dança com tema relacionado à chuva. (Foto:: Ascom-Prefeitura de Lorena (SP).
Escolas municipais de Lorena apresentaram as práticas pedagógicas envolvendo diversas disciplinas, visando disseminar a conscientização da prevenção de desastres naturais. Entre as atividades, os alunos fizeram a apresentação de música e dança com tema relacionado à chuva. (Foto:: Ascom-Prefeitura de Lorena -SP).

Promovido pelo Cemaden em parceria com a Prefeitura de Lorena, o encontro teve a participação de pesquisadores de diversas instituições, professores, estudantes, gestores municipais e Defesa Civil da cidade. Foram apresentadas as atividades desenvolvidas, neste ano, visando disseminar ações para a conscientização e percepção dos alunos das escolas municipais e da comunidade sobre os riscos de desastres naturais.

A apresentação e balanço atividades e resultados das ações desenvolvidas em 2016 – com os temas relacionados à prevenção de desastres naturais e sustentabilidade –  bem como o planejamento das ações para o próximo ano, foram os objetivos do seminário promovido pelos integrantes do Projeto Lorena Resiliente, realizado, no último dia 4, no auditório da Centro Universitário Salesiano (Unisal), em Lorena (SP), no Vale do Paraíba.

Resultado da parceria de cooperação técnica firmada entre o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) e a Prefeitura Municipal de Lorena, o Projeto Lorena Resiliente é composto por grupos de trabalho da área de Educação, Defesa Civil, Meio Ambiente e Saúde, envolvendo pesquisadores do Cemaden, professores, gestores municipais, comunidade, instituições acadêmicas e não-governamentais da cidade.

A programação foi realizada em três etapas: a primeira contou com a exposição por professores e alunos sobre as ações pedagógicas desenvolvidas nas sete escolas municipais, dentro do Projeto Cemaden Educação. Na segunda, foram apresentadas palestras técnicas pelos pesquisadores do Cemaden e  gestores municipais. Entre os palestrantes do evento, participaram os pesquisadores do Cemaden, o meteorologista Giovanni Dolif, que abordou “Rede Lorena Resiliente” e o sociólogo Victor Marchezini, que explanou sobre “ Os quatro eixos do sistema de alerta”.  O secretário municipal de Comunicação, Fernando Romeiro, apresentou o plano preventivo de combate às enchentes de Lorena.

Na terceira parte do evento, foi realizada a reunião dos grupos de trabalho do Projeto Lorena Resiliente para discutir o planejamento das ações para o próximo ano.

Metodologias e práticas nas escolas

As escolas municipais de Lorena mostraram a versatilidade nas metodologias e inovações nas atividades pedagógicas realizadas junto aos alunos, pais e comunidades, para a abordagem de diversos temas como clima, desastres naturais, sustentabilidade, práticas e ações no meio ambiente, utilização do pluviômetro para acompanhamento das chuvas, dengue, entre outros.

Os alunos demonstraram obter os conhecimentos e as experiências, utilizando diversos instrumentos nas atividades como coleta de história oral, (resgatando experiências das comunidades com os eventos extremos), utilização de murais, música, dança, criação de blogs e de vídeos.

Entre as atividades relacionadas à pesquisa e monitoramento, os alunos fizeram o diagnóstico da situação do Ribeirão Mandi (riacho que fica próximo à escola e inunda áreas da Vila Brito), constatando problemas de assoreamento, lixo nas margens, falta de vegetação, pessoas que plantam nas margens e também as que ajudam a cuidar do rio, entre outras ações. Mostraram, também, as experiências sobre a formação da chuva, por meio da produção de vídeo, envolvendo as disciplinas de Ciências, História, Geografia, Arte e Matemática.

 “ Os resultados das atividades desenvolvidas nas escolas municipais de Lorena superaram as expectativas em curto espaço de tempo.”, afirma a coordenadora do Projeto Cemaden Educação, pesquisadora Rachel Trajber.  A coordenadora  lembrou que as reuniões, realizadas no primeiro semestre, para a capacitação e discussões de propostas pedagógicas com professores, diretores e gestores municipais ajudaram a disseminar as práticas junto aos alunos e comunidade. “As apresentações das escolas mostraram que estão no caminho certo para a geração da cultura de percepção de riscos de desastres, no contexto da educação ambiental e construção de sociedades sustentáveis e resilientes.”, complementa a coordenadora.

Painel expositivo da campanha #AprenderParaPrevenir

Entre os painéis expositivos do seminário, foi feito o reforço da campanha #AprenderParaPrevenir, lançada pelo Projeto Cemaden Educação, que visa promover espaços de diálogo para a mobilização das comunidades escolares em torno do tema  “Educação em prevenção de riscos de desastres socioambientais”. É uma iniciativa conjunta do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, da Secretaria Estadual de Educação de São Paulo e a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil de São Paulo.

As escolas de todo o território nacional estão sendo convidadas, nesta campanha, a compartilhar suas práticas e ações desenvolvidas, relatar os resultados obtidos ou mesmo criar uma nova proposta ligada à temática, de acordo com o guia de orientações da campanha (http://educacao.cemaden.gov.br/aprenderparaprevenir). O envio dos trabalhos deverá ser feito nesse hotsite por meio de fotos, vídeos e relatos até 18 de novembro. As escolas participantes receberão certificado e concorrem ao sorteio de um pluviômetro semiautomático.

Cooperação técnica entre Cemaden e a Prefeitura de Lorena

O acordo de cooperação técnica entre Cemaden e a Prefeitura Municipal de Lorena, firmado no ano passado, deu origem ao Projeto Lorena Resiliente. A parceria envolveu a instalação de pluviômetros, capacitação e pesquisa , trocas de experiências entre pesquisadores, professores, gestores municipais e Defesa Civil Municipal. O objetivo é a redução de riscos de desastres no município e promover ações para tornar a cidade mais resiliente.

No primeiro encontro junto aos professores da rede municipal de Educação, realizado em abril passado, o Cemaden fez apresentações sobre as atividades de monitoramento e alertas, os tipos, riscos e vulnerabilidades naturais e socioambientais, além de atividades práticas, em campo. Também tiveram exposições sobre o funcionamento dos pluviômetros semiautomáticos, do Projeto Pluviômetros Comunitários.

Na 2ª Formação do Projeto Lorena Resiliente, o Projeto Cemaden Educação apresentou e discutiu propostas para a formulação de atividades didático-pedagógicas nas escolas de Ensino Fundamental, com temas voltados à prevenção de riscos de desastres naturais. As propostas de ações e atividades foram desenvolvidas pelos pesquisadores e equipe do Projeto Cemaden Educação, direcionados a um público de cerca de 25 pessoas, entre professores, gestores da rede de Educação, educadores ambientais e membros da Defesa Civil do município.

Esses cursos e oficinas de capacitação, destinados aos gestores e professores das escolas municipais, visaram disseminar ações para a conscientização e percepção dos alunos e da comunidade sobre os riscos de desastres naturais nas áreas vulneráveis a inundações e deslizamentos.

 

 

Confira também

Metodologias para antecipar alertas em eventos meteorológicos severos são apresentadas na Série de Debates

O desafio da previsão e monitoramento de tempestades severas – as quais podem resultar em …