Capa » Noticias » Projeto Cemaden Educação instala pluviômetros nas escolas

Projeto Cemaden Educação instala pluviômetros nas escolas

Nesta semana, o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), órgão vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, vai instalar pluviômetros semiautomáticos em três escolas nos municípios paulistas de Cunha, Ubatuba e São Luiz de Paraitinga, uma ação do projeto Cemaden Educação: rede de escolas e comunidades na prevenção de riscos de desastres. Essas cidades estão localizadas na área de abrangência do Rio Paraibuna e seus afluentes,  consideradas vulneráveis a desastres naturais.

Na agenda, estão previstas instalações de pluviômetros semiautomáticos nas escolas estaduais no próximo dia 11 de março, em Cunha (Escola Paulo Virgínio), no dia 12, em Ubatuba (Escola Profª Maria Alice Pereira) e no dia 13, em São Luiz do Paraitinga (Escola Monsenhor Ignácio Gióia), em eventos que mobilizarão os estudantes, professores, a Defesa Civil e a comunidade local.

Em São Luiz do Paraitinga – será, ainda, apresentada a parceria entre o Cemaden e a Universidade do Estado de São Paulo (Unesp), lançando o projeto de extensão, que envolve aulas de ensino à distância (EaD), a ser desenvolvido pela Faculdade de Engenharia Ambiental. Nesse município – entre dezembro de 2009 e janeiro de 2010-  houve um grande desastre natural, deixando marcas resultantes do período de chuvas intensas, quando ocorreram inundação e deslizamentos nas áreas urbana e rural, atingindo quase metade da população (cerca de 5.100 pessoas afetadas).

Projeto Cemaden Educação

O Cemaden Educação é um projeto piloto voltado para as escolas de ensino médio, localizadas em municípios vulneráveis a desastres socioambientais, com o objetivo de desenvolver pesquisas de prevenção de desastres – com monitoramento e alertas – produção de conhecimento, bem como a gestão participativa de intervenções nas comunidades locais.

A ação educativa faz parte de compromissos de governo assumidos em instrumentos internacionais como a Convenção sobre Mudança do Clima e, especialmente, o Marco de Ação de Hyogo (em 2005), entre outros marcos legais nacionais. O Cemaden Educação  atua por meio de educação ambiental na construção de escolas sustentáveis e resilientes e se insere no “ Programa Pluviômetros nas Comunidades”. Ambos fortalecem o objetivo de introduzir a cultura da percepção de riscos de desastres naturais no Brasil junto às comunidades vulneráveis a desastres naturais.

Utilizando tecnologias de informação e comunicação (TICs) para envolver os jovens em pesquisas científicas interdisciplinares, no monitoramento e alertas, o projeto promove, também, a criação de comunidades de aprendizagem (Com-VidAção) em resposta aos desafios individuais, comunitários e sociais de enfrentamento de desastres socioambientais.

O Projeto Cemaden Educação pode ser acessado no endereço eletrônico  http://educacao.cemaden.gov.br

Confira também

Metodologias para antecipar alertas em eventos meteorológicos severos são apresentadas na Série de Debates

O desafio da previsão e monitoramento de tempestades severas – as quais podem resultar em …