Capa » Monitoramento » Previsão Climática Sazonal » Previsão Climática para o Trimestre NDJ/2017

Previsão Climática para o Trimestre NDJ/2017

Grupo de Trabalho em Previsão Climática Sazonal – GTPCS/MCTIC

Responsáveis Científico desta Edição: Dr. Gilvan Sampaio – INPE/MCTIC e Dr. Marcelo Seluchi – CEMADEN/MCTIC

Resumo das Condições Climáticas
Os campos oceânicos e atmosféricos destacaram a manutenção da condição de neutralidade do fenômeno El Niño-Oscilação Sul (ENOS), porém com ligeiro aumento do resfriamento na porção oeste do Pacífico Equatorial no período de 25 de setembro e 22 de outubro de 2016. O Índice de Oscilação Sul (IOS), que indica o acoplamento entre o oceano e a atmosfera, atingiu o maior valor positivo (1.2) dos últimos cinco meses. A maioria dos modelos numéricos de previsão climática ainda indica a possibilidade de estabelecimento de uma fraca condição de La Niña de curta duração no auge do verão 2016/2017. No Atlântico Tropical, a persistência de águas superficiais mais quentes que o normal ao norte da faixa equatorial foi consistente com a atuação da Zona de Convergência Intertropical em torno de sua posição climatológica. Em outubro corrente, também se destacou o aumento das chuvas na Região Sul, onde os elevados totais pluviométricos causaram transtornos principalmente à população do Rio Grande do Sul e do leste de Santa Catarina.

Previsão Climática para o Trimestre NDJ/2017

Figura da previsão climática por consenso para o trimestre NDJ/2017

A previsão climática sazonal por consenso para o trimestre que inicia em novembro de 2016 e termina em janeiro de 2017 (NDJ/2017) indica maior probabilidade do total trimestral de chuva ocorrer na categoria dentro da faixa normal climatológica para o extremo norte da Região Norte e para o centro-sul da Região Sul, com a seguinte distribuição: 25%, 40% e 35% para as categorias acima, dentro e abaixo da faixa normal climatológica, respectivamente. Em ambas as áreas, a segunda maior probabilidade situa-se na categoria abaixo da faixa normal climatológica. As demais áreas do País (área cinza do mapa) apresentam baixa previsibilidade climática sazonal.

A ocorrência de uma condição de La Niña no auge do verão 2016/2017, com fraca intensidade e curta duração, como previsto pela maioria dos modelos acoplados oceano-atmosfera, aumenta a possibilidade de grande variabilidade temporal e espacial das chuvas no decorrer do referido trimestre.

Os índices que determinam o início do período chuvoso na grande área central do Brasil, que compreende o sul da Região Norte, Regiões Sudeste e Centro-Oeste e sul e oeste da Região Nordeste, indicam que a transição entre as estações seca e chuvosa já se encontra em andamento, com o possível estabelecimento de chuvas mais regulares nas próximas semanas. No trimestre NDJ/2017, são previstas temperaturas entre normal e acima da normal climatológica na maior parte do País.

Esta previsão foi elaborada pelo GTPCS do MCTIC, durante a reunião climática realizada nas dependências do INPE/CPTEC, em Cachoeira Paulista-SP, com a participação de pesquisadores e tecnologistas dos seguintes institutos do MCTIC: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN) e Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA); e também de órgãos ligados à área de Meteorologia, Climatologia, Hidrologia e Desastres Naturais. A previsão por consenso é baseada na análise das condições diagnósticas oceânicas e atmosféricas globais e de modelos dinâmicos e estatísticos de previsão climática sazonal fornecidos pelos acima referidos institutos do MCTIC, centros internacionais de previsão climática sazonal e INMET, FUNCEME e ANA. Os dados, análises e previsões climáticas apresentadas e discutidas durante esta reunião, além de outras informações relevantes sobre as condições oceânicas e atmosféricas utilizadas nestas análises e a situação da chuva em todo o Brasil, estão disponibilizados no portal do INPE/CPTEC.

Confira também

Previsão Climática para o Trimestre AMJ/2018

Resumo das Condições Climáticas Atuais As condições oceânicas e atmosféricas ainda mostram a atuação do …