Capa » Noticias » Pesquisador do Cemaden participa de reuniões científicas no Reino Unido dentro do acordo de parceria do CSSP Brasil

Pesquisador do Cemaden participa de reuniões científicas no Reino Unido dentro do acordo de parceria do CSSP Brasil

Com o objetivo de discutir sobre modelagem de impactos e de aplicação em culturas agrícolas, abordando estimativas do risco de seca na produtividade de culturas, o pesquisador Marcelo Zeri, do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) participou de reuniões técnicas-científicas em três instituições de pesquisas do Reino Unido. O encontro entre cientistas brasileiros e ingleses fez parte da programação de intercâmbio do projeto de pesquisa do Climate Science for Service Partnership- CSSP-Brasil (Iniciativa de Ciência para Serviços Climáticos no Brasil ), projeto de parceria entre o Reino Unido e Brasil.

No Reino Unido, no período entre 25 de novembro e 03 de dezembro, foram realizadas visitas e reuniões técnica-científicas no Centro de Ecologia e Hidrologia, na cidade de Wallingford;  na Universidade de Leeds (em Leeds);  e no Met Office-  serviço britânico de meteorologia (em Exeter), todas instituições parceiras do projeto em andamento, liderado pelo pesquisador Marcelo Valadares Galdos, da Universidade de Leeds.

A visita técnica teve início no Centro de Ecologia e Hidrologia (CEH), onde foram discutidos detalhes do andamento do projeto “Developing impacts modelling capability and understanding – Agricultural crop modelling and application” (Desenvolvimento da capacidade e compreensão de modelagem de impactos – Modelagem e aplicação de culturas agrícolas). Esse projeto tem o objetivo de calibrar e aplicar o Modelo Jules Crop para estimativa de risco de secas na produtividade de culturas como o milho e cana-de-açúcar no Brasil. Essa iniciativa tem parcerias com pesquisadores e alunos de pós-graduação da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiróz”, da Universidade de São Paulo (ESALQ/USP).

O pesquisador do Cemaden, Marcelo Zeri, apresentou resultados de avaliação da estimativa da umidade do solo, realizadas pelo Modelo Jules, em comparação com observações de campo. As observações e dados são provenientes da rede de equipamentos do Cemaden para monitoramento da umidade do solo no semiárido do nordeste do Brasil.

“Os resultados preliminares indicam uma boa correlação entre o modelo e as observações de campo, o que permitiu também a quantificação do impacto de secas de 2012 a 2015 na água do solo da região”, afirma o pesquisador do Cemaden, que atua em projetos de Modelagem Agrometeorológica para Previsão de Colapso de Safras e  Ciência Cidadã para apoiar a Modelagem Agrometeorológica.

Em seguida, os resultados e as iniciativas do Cemaden, no monitoramento de secas,   foram apresentados aos cientistas do departamento de Ciências da Terra e Meio Ambiente, do Instituto de Clima e Ciência Atmosférica da Universidade de Leeds. A visita possibilitou, também, a discussão de soluções sustentáveis em atividades agrícolas.

Na visita e reunião técnica realizadas no Met Office, o serviço britânico de meteorologia, foram discutidos os resultados preliminares e futuro andamento do projeto CSSP Brasil. Discutiu-se o melhor uso de bases de dados meteorológicos, dados de uso da terra no Brasil e também a inclusão da pesquisadora Ana Paula Cunha, do Cemaden, que irá contribuir ao projeto com pesquisas de monitoramento e impactos da seca por sensoriamento remoto.

Fonte: Ascom/Cemaden

Confira também

Propostas para aprimorar a disseminação de conhecimentos sobre prevenção de desastres à população são apontadas por pesquisador do Cemaden e universidades parceiras

A análise de algumas iniciativas de Educação em Redução de Riscos de Desastres (ERRD), ocorridas …