Capa » Noticias » Inscrições abertas para a Campanha #AprenderParaPrevenir no mês internacional da Redução de Risco de Desastres

Inscrições abertas para a Campanha #AprenderParaPrevenir no mês internacional da Redução de Risco de Desastres

Reduzindo o risco de desastres: ações educativas em tempos de mudanças climáticas” é o tema da Campanha #AprenderParaPrevenir de 2019, organizada pelo Cemaden Educação, programa do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden). As inscrições de projetos e ações educativas foram abertas, neste mês, e se estendem até o dia 31 de outubro. Este é o mês lembrado internacionalmente como o da Redução de Riscos de Desastres.

Neste ano, o tema da 4ª edição da Campanha foi proposto para aumentar a percepção dos riscos de desastres geo-hidrológicos (como deslizamentos, inundações e enxurradas), em especial, nas áreas mais suscetíveis, com o objetivo de gerar projetos e ações educativas locais que envolvam o conhecimento das causas e efeitos dos eventos extremos.

As informações sobre a Campanha #AprenderParaPrevenir 2019 e inscrições podem ser obtidas no endereço : http://educacao.cemaden.gov.br/aprenderparaprevenir2019

Escolas em áreas de risco e ações educativas em tempos de mudanças climáticas

O Guia da Campanha direcionado às escolas, Defesas Civis e universidades, lembra que nas últimas décadas, muitos esforços científicos têm sido feitos para identificar os possíveis impactos das mudanças climáticas na sociedade.

As pesquisas mostram alterações na frequência e intensidade de eventos extremos como tempestades, secas prolongadas, vendavais, entre outros. Os impactos são desastrosos para as comunidades mais pobres que geralmente se concentram em áreas de maior risco e, portanto, são mais frágeis e vulneráveis a essas mudanças.

Diante disso, vários acordos internacionais recomendam prioridade e urgência de ações socioeducativas para a prevenção e redução de riscos de desastres. Inclusive, a Campanha #AprenderParaPrevenir foi criada para lembrar o Dia Internacional da Redução de Riscos de Desastres das Nações Unidas, em 13 de outubro. O Brasil encontra-se entre os países do mundo mais atingidos por inundações e enchentes. No período de 1960 a 2008 foram 5.720 mortes e mais de 15 milhões de pessoas afetadas – desabrigados/desalojados, conforme (EM-DAT, 2009).

Em um levantamento recente (2018), a partir do cruzamento de dados do INEP/MEC com as áreas de riscos em 958 municípios monitorados pelo Cemaden, foram identificadas 2.443 escolas em área de risco alto e muito alto de inundações e deslizamentos de encostas.

Neste ano, o tema da Campanha de 2019 foi proposto para aumentar a percepção desses riscos, em especial nas áreas mais suscetíveis, e gerar projetos e ações educativas locais que envolvam o conhecimento das causas e efeitos dos eventos extremos.

Eventos da semana para implementar ações de redução de risco de desastres com participação do Cemaden Educação

Dia 09 de outubro -Em Campos do Jordão, município da região serrana do Estado de São Paulo, a Escola Estadual Theodoro Correa Cintra realizará o “Simulado de Evacuação de Espaço Escolar”, na próxima quarta-feira (dia 9), entre 10 e 11h30 horas.  É uma iniciativa da própria escola em parceria com a Defesa Civil Municipal de Campos do Jordão, e  apoio da Prefeitura Municipal de Campos do Jordão e do Cemaden, Instituto Geológico (IG), Instituto de Pesquisas Tecnológicas( IPT), entre outras instituições. Esta escola é parceira do Cemaden Educação e já participou da Campanha #AprenderParaPrevenir  nos anos de 2016 e de  2017.

Dias 10 e 11 de outubro  – Seminário Estadual de Educação para Redução de Riscos e Desastres, relizada pela Secretaria Estadual de Educação – SP e da Coordenadoria Estadual da Defesa Civil, com apoio do Cemaden Educação e outras instituições. Nesse evento, no dia 10, será realizada uma palestra sobre o Cemaden Educação e Campanha 2019, além de relatos de casos sobre o Curso de Educação Ambiental e Educação na Redução de Riscos de Desastres no Litoral Norte  e do projeto de Intercâmbio Brasil – Manchester, que ocorreu no início do ano.

08 a 11 de outubro – A coordenadora do Cemaden Educação,  Rachel Trajber, estará desenvolvendo atividades juntos às escolas e comunidades no Acre, pelo  projeto de Pesquisa  denominado “Dados à Prova D’Água” (WaterProffing Data. O objetivo é dar visibilidade ao rastreamento e mapeamento de inundações, um projeto de pesquisa multidisciplinar – envolvendo diversas instituições e comunidades de áreas de risco –  foi lançado em junho deste ano, em Boa Vista, capital do Acre. O projeto  tem a participação de pesquisadores  do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden/MCTIC) e da Fundação Getúlio Vargas (FGV), em parceria com a Universidade de Heidelberg, da Alemanha e Universidade de Warwick, do Reino Unido. O projeto conta com o apoio da Secretaria Estadual de Meio Ambiente do Acre.

Sobre o Dia Internacional para Redução de Desastres – 13 de outubro

A celebração internacional no dia 13 de outubro, Dia Internacional para Redução de Desastres (https://www.unisdr.org/disasterreductionday). Essa data foi implementada pela Estratégia Internacional para Redução de Desastres (UNISDR), da Organização das Nações Unidas (ONU). Iniciado em 1989, este chamado da Assembleia-Geral das Nações Unidas visa promover a cultura global em torno da importância da redução de desastres.

O Marco de Sendai foi adotado na Terceira Conferência Mundial das Nações Unidas sobre Redução do Risco de Desastres, em Sendai, no Japão, em 18 de março de 2015 (https://www.unisdr.org/we/inform/publications/43291), com o objetivo de reduzir, até 2030, o número de pessoas atingidas em desastres.

Fonte: Ascom/Cemaden

Confira também

Cemaden participa da semana de Ciência e Tecnologia em Brasília e organiza atividades para o Vale do Paraíba

Há 15 anos, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) insere o mês …