Capa » Noticias » Em Outubro, abrem as inscrições para projetos sobre redução do risco de desastres da Campanha #AprenderParaPrevenir 2019

Em Outubro, abrem as inscrições para projetos sobre redução do risco de desastres da Campanha #AprenderParaPrevenir 2019

A equipe de pesquisadoras do Cemaden Educação – programa do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) –  desde junho deste ano, vem convidando Escolas de Ensino Básico, Defesas Civis, Universidades/Institutos Federais de Educação Ciência e Tecnologia para participarem da 4ª edição da Campanha#AprenderParaPrevenir 2019, compartilhando projetos/ações educativas locais, envolvendo conhecimentos e saberes sobre as causas e efeitos dos eventos extremos.

Reduzindo o risco de desastres :  ações educativas em tempos de mudanças climáticas”  é o tema deste ano, da 4ª edição da Campanha #AprenderParaPrevenir. O  objetivo da campanha é aumentar a percepção de riscos de desastres socioambientais, em especial, nas áreas mais vulneráveis do País. Para isso, são incentivadas ações envolvendo a Educação para difusão de uma cultura de redução de riscos de desastres em tempos de mudanças climáticas, além do fortalecimento da proteção das comunidades.

Além da premiação por sorteio, os trabalhos também são premiados por mérito. A premiação será a doação de Pluviômetros semiautomáticos, kits educativos e estações meteorológicas didáticas.  Serão sorteados os projetos que estejam de acordo com Guia de Orientação da Campanha #AprenderParaPrevenir.

As inscrições dos projetos devem ser feitas no período de 1º até 31 de outubro de 2019,  pelo site : http://educacao.cemaden.gov.br/aprenderparaprevenir2019

Os exemplos de atividades educativas voltadas à percepção do risco de desastres desenvolvidas em todo o Brasil 

A Campanha #AprenderParaPrevenir acontece desde 2016 em lembrança ao Dia Internacional da Redução de Desastres Naturais. Ela foi criada para mobilizar as comunidades escolares e incentivá-las a refletir sobre uma temática emergencial das sociedades contemporâneas: os desastres socioambientais.

Todas as  ações e projetos inscritos  nas Campanhas #AprenderParaPrevenir dos anos de 2016, 2017 e 2018 estão disponibilizadas no site do Cemaden Educação – pelo endereço : http://educacao.cemaden.gov.br/aprenderparaprevenir2019 , nas Abas  “Ações nas Escolas 2016-2017-2018”.

2016- Trabalhos premiados por mérito

Escola Estadual Benê Teixeira da Fonseca do Amaral Gurgel- Itu/SP –Diretoria de Ensino: Itu -Projeto “Amigo da Encosta”

Descrição da ideia: Mobilizar a comunidade no entorno escolar para ações de redução de riscos e desastres, e propor a criação de um Plano de Contingência de Desastre, realizando simulados em parceria com a Defesa Civil. (Mais informações : http://200.133.244.149/2016/?p=839)

Escola Estadual Deputado Joaquim Gouveia Franco Júnior (Ensino Fundamental – Anos Iniciais). Município: São Paulo – Diretoria de Ensino: Leste 5

Relato :O fundo do terreno da escola fica bem próximo a um canal que deságua no Córrego do Oratório que por fim chega ao Rio Tamanduateí. Quando a chuva é intensa este córrego e o canal não suportam a quantidade de água, enchem e transbordam causando vários prejuízos para a comunidade local e para quem precisa passar pela região, além do risco de doenças devido a proliferação de insetos nas áreas alagadas e animais nocivos à saúde. A escola fez um trabalho de conscientização sobre a causa e efeito do problema, com ações atreladas ao Projeto Ler e Escrever da SEE.(Mais informações : http://200.133.244.149/2016/?p=858)

2017 – Trabalhos premiados por mérito

Defesa Civil – Campina Grande/PB – 2017 –

O PDCE objetiva disseminar princípios básicos de Proteção e Defesa Civil além de outros 7 objetivos específicos. Foram desenvolvidas palestras baseadas em princípios de Educação em Redução de Riscos e Desastres (RRD) com padrões internacionais (ONU, UNISDR, PNUD, EIRD e outros), fazendo uma ligação com riscos e desastres registrados na Paraíba e Nordeste;  simulado de evacuação emergencial em escolas (padrão americano); atividades especiais sobre economia de água e em educação ambiental (resíduos sólidos e sistemas fluviais do semiárido); atividade de percepção de riscos em área entorno da escola (confecção de mapa de riscos, rotas, e outros elementos) e apresentação dos resultados em grupos; apresentação sobre riscos e acidentes domésticos (baseado em registros), dentre outras atividades.(Mais informações : http://200.133.244.149/2017/?p=699)

E.M. Prof. Guiomar Aparecida da Conceição Sousa – São Sebastião/SP- Projeto: Águas de Março fechando o verão”

Objetivos: • Diferenciar causas antrópicas de fenômenos naturais relacionados às enchentes, inundações, alagamentos e deslizamentos, tendo o Rio Boiçucanga e encostas ocupadas no bairro de Boiçucanga, município de São Sebastião/SP, como áreas de observação e análise; • Refletir sobre questões socioeconômicas que levam famílias a viverem em áreas de risco; • Compreender que o ser humano é parte da natureza e, portanto mudanças de atitudes e respeito são fundamentais para que haja uma convivência harmônica e duradoura entre ambos. O trabalho envolveu parcerias e comunidade. (Mais informações: http://200.133.244.149/2017/?p=788)

2018- Trabalhos premiados por mérito-( Disponibilizado na Aba 2018 – Ações nas Escolas: http://educacao.cemaden.gov.br/aprenderparaprevenir2019 )

UFRJ Programa de Projeto de Estruturas – E. M. Tagore – Rio de Janeiro/RJ –

Objetivos: “Espaço Fluir” é um projeto de extensão universitária da Escola Politécnica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) cujo objetivo é possibilitar e estimular o diálogo, a reflexão e a construção de conhecimentos sobre o tema Redução do Risco de Desastres (RRD) associados a movimentos de massa, em comunidade escolar na zona Norte do Rio de Janeiro, por meio da mobilização e colaboração de alunos e ex-alunos da UFRJ na concepção, planejamento e elaboração de atividades e instrumentos pedagógicos, na instalação de espaços lúdicos e na aplicação de oficinas.

Categoria Defesa Civil: Defesa Civil de Petrópolis/RJ. Projeto: Política Pública de Defesa Civil nas Escolas. Escola Municipal Dr. Paula Buarque.  Política Pública de Defesa Civil nas Escolas (Lei municipal 7.654/2018, Dec. 427 de 29/05/2018)

Objetivos: Oferecer aos alunos a oportunidade de desenvolverem a cultura de prevenção aos desastres de origem natural e da percepção de riscos. Incentivar os alunos a realizar atividades com ações práticas e temáticas em consonância com as ameaças de desastres características do município.Público envolvido: Por se tratar de uma política pública, abrange todos os alunos da rede municipal de ensino em torno de 29.691 alunos, sendo: 16.240 no Ensino Fundamental 1; 12.920 no Ensino Fundamental 2 e, 531 no Ensino Médio.Atividades: As atividades foram inseridas no contexto dos Planos Inverno e Verão. Plano Inverno- foram trabalhadas as ameaças: Incêndio Florestal, estiagem e questões de Educação Ambiental. Plano Verão – Foram trabalhadas as ameaças: Deslizamentos de solo, inundações, rolamentos de blocos rochosos, vendavais e tempestades de raios.

Link para o vídeo do lançamento da Política de Defesa Civil nas Escolas na íntegra e com alta qualidade: https://youtu.be/PtCSw_6Y8z4

Escola Estadual Belo Porvir. Epitaciolândia/AC.  Projeto: Tecendo Resiliência.

Objetivos: Construir uma rede de resiliência envolvendo a comunidade interna e externa da escola, através de um grupo multiplicador de fomento e monitoramento de ações que deem resposta as demandas ambientais relacionadas às águas e às chuvas.Público envolvido: alunos de zona rural e urbana, alunos de 1o., 2o. e 3o. ano do ensino médio professores de matemática, história e biologia com suporte de instituições externas – Bombeiros, UFAC, Diretoria de Inovação, IMAC e ICMbio.Atividades: Oficina, Reunião, Workshop,Conferência, Mapeamento Ambiental.

Para conhecer outras ações e atividades educativas sobre prevenção de riscos de desastres em todo o País, pode-se acessar o site do Cemaden Educação pelo endereço : http://educacao.cemaden.gov.br/

Campanha 2019 – #AprenderParaPrevenir – texto_base_divulgacao

 

Fonte: Ascom/Cemaden

 

 

Confira também

Prorrogada inscrição da Campanha #AprenderParaPrevenir até o próximo dia 15 de novembro

  “Reduzindo o risco de desastres: ações educativas em tempos de mudanças climáticas” é o tema …