Capa » Noticias » Defesa Civil de Maricá visita Cemaden e troca experiências na área de monitoramento e prevenção de desastres socioambientais

Defesa Civil de Maricá visita Cemaden e troca experiências na área de monitoramento e prevenção de desastres socioambientais

A comitiva da Defesa Civil do município de Maricá (RJ) – integrada por 19 profissionais de diversas áreas – fez uma visita técnica ao Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), em São José dos Campos (SP), nos dias 4 e 5 de abril, para ampliar o intercâmbio, apoio técnico e o relacionamento institucional. Recentemente, a Prefeitura de Maricá ampliou o corpo técnico da Defesa Civil Municipal, integrando especialistas da área de geologia, geodinâmica, hidrologia, meteorologia, engenharia civil e analista de sistema para a implantação do centro de monitoramento no município.

Durante os dois dias, a comitiva conheceu o sistema de monitoramento e o de emissão de alertas do Cemaden, a rede observacional e os programas e pesquisas para a redução do risco de desastres socioambientais, apresentados por coordenadores, pesquisadores e tecnologistas da Sala de Situação do Cemaden.

O coordenador técnico da Defesa Civil de Maricá, major Wellington Silva de Oliveira, fez a apresentação do Centro de Monitoramento Hidrogeológico e de Operações da Defesa Civil do município, expondo sobre o necessário aprimoramento científico para a gestão de risco e dos impactos socioambientais e econômicos dos desastres. O município tem uma população de 160 mil habitantes, com perspectivas de um grande aumento populacional, devido a construção de um porto marítimo prevista para daqui dois anos.

“Temos participado da revisão do Plano Diretor Municipal, no mapeamento das áreas de risco geo-hidrológico e as perspectivas de aumento da população urbana e, consequentemente, a possibilidade de aumento da vulnerabilidade.”, explica o coordenador. “Nossa preocupação é aprimorar a gestão de risco de desastres, focando mais na prevenção e redução desses riscos.”, complementa.

“É importante o diálogo constante e a comunicação entre o Cemaden e as Defesas Civis no processo de monitoramento e alerta de risco de desastres socioambientais.”, afirma o coordenador-geral de Operações e Modelagens do Cemaden, Marcelo Seluchi. “O intercâmbio de conhecimentos das áreas vulneráveis e dos conhecimentos científicos são fundamentais para   as ações voltadas à prevenção e à  redução do risco de desastre”, complementa.

Na visita técnica ao Cemaden, a comitiva foi integrada,  além do coordenador e especialistas, também pelo secretário da Defesa Civil de Maricá, Luiz Carlos dos Santos e pela coordenadora de Projetos Educacionais Comunitários, Andréia Cunha Pereira.

“O Cemaden é um órgão de excelência no desenvolvimento e execução dos processos de produção de informações e monitoramento de desastres”, afirma o secretário Santos, destacando a importância da visita para  que a equipe técnica  pudesse conhecer as ferramentas empregadas pelo Cemaden  para o sucesso nas ações preventivas de desastres e a mitigação de seus impactos.  “Esse intercâmbio reúne todas as informações técnico-científicas para a capacitação dos órgãos de Defesa Civil, quer sejam municipais ou estaduais, em todo o País, colaborando para o sucesso e fortalecimento do Sistema Nacional de Defesa Civil.” , destaca o secretário.

(Fonte: Ascom-Cemaden)

 

Confira também

“É preciso discutir com as pessoas sobre as formas de participação social nos sistemas de alerta de risco de desastres”, afirmam pesquisadores do Cemaden

Como implementar sistemas participativos de alerta de desastres socioambientais, centrados nas pessoas, e os desafios …