Capa » Noticias » Defesa Civil de Maricá visita Cemaden e troca experiências na área de monitoramento e prevenção de desastres socioambientais

Defesa Civil de Maricá visita Cemaden e troca experiências na área de monitoramento e prevenção de desastres socioambientais

A comitiva da Defesa Civil do município de Maricá (RJ) – integrada por 19 profissionais de diversas áreas – fez uma visita técnica ao Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), em São José dos Campos (SP), nos dias 4 e 5 de abril, para ampliar o intercâmbio, apoio técnico e o relacionamento institucional. Recentemente, a Prefeitura de Maricá ampliou o corpo técnico da Defesa Civil Municipal, integrando especialistas da área de geologia, geodinâmica, hidrologia, meteorologia, engenharia civil e analista de sistema para a implantação do centro de monitoramento no município.

Durante os dois dias, a comitiva conheceu o sistema de monitoramento e o de emissão de alertas do Cemaden, a rede observacional e os programas e pesquisas para a redução do risco de desastres socioambientais, apresentados por coordenadores, pesquisadores e tecnologistas da Sala de Situação do Cemaden.

O coordenador técnico da Defesa Civil de Maricá, major Wellington Silva de Oliveira, fez a apresentação do Centro de Monitoramento Hidrogeológico e de Operações da Defesa Civil do município, expondo sobre o necessário aprimoramento científico para a gestão de risco e dos impactos socioambientais e econômicos dos desastres. O município tem uma população de 160 mil habitantes, com perspectivas de um grande aumento populacional, devido a construção de um porto marítimo prevista para daqui dois anos.

“Temos participado da revisão do Plano Diretor Municipal, no mapeamento das áreas de risco geo-hidrológico e as perspectivas de aumento da população urbana e, consequentemente, a possibilidade de aumento da vulnerabilidade.”, explica o coordenador. “Nossa preocupação é aprimorar a gestão de risco de desastres, focando mais na prevenção e redução desses riscos.”, complementa.

“É importante o diálogo constante e a comunicação entre o Cemaden e as Defesas Civis no processo de monitoramento e alerta de risco de desastres socioambientais.”, afirma o coordenador-geral de Operações e Modelagens do Cemaden, Marcelo Seluchi. “O intercâmbio de conhecimentos das áreas vulneráveis e dos conhecimentos científicos são fundamentais para   as ações voltadas à prevenção e à  redução do risco de desastre”, complementa.

Na visita técnica ao Cemaden, a comitiva foi integrada,  além do coordenador e especialistas, também pelo secretário da Defesa Civil de Maricá, Luiz Carlos dos Santos e pela coordenadora de Projetos Educacionais Comunitários, Andréia Cunha Pereira.

“O Cemaden é um órgão de excelência no desenvolvimento e execução dos processos de produção de informações e monitoramento de desastres”, afirma o secretário Santos, destacando a importância da visita para  que a equipe técnica  pudesse conhecer as ferramentas empregadas pelo Cemaden  para o sucesso nas ações preventivas de desastres e a mitigação de seus impactos.  “Esse intercâmbio reúne todas as informações técnico-científicas para a capacitação dos órgãos de Defesa Civil, quer sejam municipais ou estaduais, em todo o País, colaborando para o sucesso e fortalecimento do Sistema Nacional de Defesa Civil.” , destaca o secretário.

(Fonte: Ascom-Cemaden)

 

Confira também

Seca severa causa impacto em diferentes regiões do Brasil, aponta relatório do Cemaden

Seca severa em diferentes regiões do Brasil causa impacto na safra agrícola, na pecuária e …