Capa » Eventos » Curso oferece propostas para formar escolas sustentáveis e resilientes

Curso oferece propostas para formar escolas sustentáveis e resilientes

DSC_0429 (1)
Foto : Ascom Prefeitura de Lorena

Dentro do acordo de cooperação técnica entre o Cemaden e a Prefeitura de Lorena (SP), as atividades e conteúdos sobre prevenção de riscos de desastres naturais foram desenvolvidos pelo Projeto Cemaden Educação, junto aos gestores e professores de escolas municipais de Ensino Fundamental.

Contribuir para a formulação de atividades didático-pedagógicas nas escolas de Ensino Fundamental, com temas voltados à prevenção de riscos de desastres naturais,  foi o objetivo da 2ª Formação do Projeto Lorena Resiliente, curso realizado pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) – do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

As propostas de ações e atividades foram desenvolvidas pelos pesquisadores e equipe do Projeto Cemaden Educação, direcionados a um público de cerca de 25 pessoas, entre professores, gestores da rede de Educação, educadores ambientais e membros da Defesa Civil do município. A capacitação ocorreu, na semana passada, no Parque Ecológico do Taboão, em Lorena (SP), que compreende 80 hectares de uma área de proteção, preservação ambiental, lazer, educação ambiental e disseminação da cultura regional.

“É de relevante importância a preparação de profissionais da área de educação pelo Cemaden e pelo Projeto Lorena Resiliente, pela necessidade de prevenção para eventuais desastres naturais.”, afirma o secretário municipal de Meio Ambiente, Willinilton Tavares Portugal, que participou das atividades, apresentando as potencialidades do parque para a prática educativa. Considera que as atividades socioambientais desenvolvidas nas escolas municipais irão agregar na formação dos alunos, tornando-os agentes multiplicadores. “As informações técnicas permitem maior participação e reflexão, buscando soluções para mitigar os impactos dos desastres socioambientais.”, complementa o secretário.

Nessa segunda oficina realizada pelo Cemaden, foram repassadas informações sobre escolas sustentáveis e resilientes, além de ações para prevenção e alertas de risco de desastres socioambientais. Foram, também, desenvolvidas atividades práticas, a serem disseminadas junto aos alunos, como jogos e mosaicos ilustrativos, para a identificação de exemplos de sustentabilidade e os opostos, os quais podem potencializar os riscos de desastres naturais.

“É muito gratificante perceber que o acesso ao conhecimento e à ciência desperta a curiosidade e criatividade dos alunos. É como se estivéssemos plantando uma semente que irá produzir frutos de cidadania, resiliência e sustentabilidade ao longo de uma vida.”, afirma o pesquisador e meteorologista do Cemaden, Giovanni Dolif, um dos participantes do projeto, em Lorena.

Projeto Lorena Resiliente

Criado a partir do acordo de cooperação técnica entre Cemaden e a Prefeitura Municipal de Lorena, no ano passado, o Projeto Lorena Resiliente abrange a instalação de pluviômetros, trocas de experiências, capacitação e pesquisa, com o objetivo de redução de riscos de desastres no município e promover ações para tornar a cidade mais resiliente.

No primeiro encontro junto aos professores da rede municipal de Educação, realizado em abril deste ano, o Cemaden fez apresentações sobre as atividades de monitoramento e alertas, os tipos, riscos e vulnerabilidades naturais e socioambientais, além de atividades práticas, em campo. Também tiveram exposições sobre o funcionamento dos pluviômetros semiautomáticos, do Projeto Pluviômetros Comunitários.

Esses cursos e oficinas de capacitação, destinados aos gestores e professores das escolas municipais, visam disseminar ações para a conscientização e percepção dos alunos e da comunidade sobre os riscos de desastres naturais nas áreas vulneráveis a inundações e deslizamentos. O próximo curso está previsto para ocorrer em novembro.

O Projeto Lorena Resiliente –  considerado piloto – conta com três Grupos de Trabalho : o GT Defesa Civil, o GT Saúde e Meio Ambiente e o GT Educação.

 

Confira também

Lançado o livro e o e-book sobre Redução da Vulnerabilidade a Desastres pelos pesquisadores do Cemaden

Promover, no Brasil e nas Américas, o debate sobre vulnerabilidade a desastres, analisando suas dimensões …