Capa » Noticias » Cemaden participa de projeto internacional sobre monitoramento hidrometeorológico global

Cemaden participa de projeto internacional sobre monitoramento hidrometeorológico global

O diretor do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), Osvaldo Moraes, está participando, nesta semana, de 23 a 27 de outubro, do GEO XIV Plenary, em Washington D.C, nos Estados Unidos, no debate “GEOGLOWS e a Harmonização das Atividades de Água do GEO”. O Cemaden foi convidado para compartilhar com os outros países, as experiências do desenvolvimento científico relacionado à Pesquisa e Desenvolvimento de desastres naturais relacionados à inundação e secas, além da apresentação do projeto global de previsão hidrológica, desenvolvido por instituições europeias e americana de monitoramento climático, com a participação do Cemaden.

O objetivo do GEO XIV Plenary é o de concretizar as parcerias internacionais entre as instituições científicas, em diversas regiões geográficas do planeta, para o desenvolvimento dos serviços de observação e monitoramento hidrológico global, na prevenção dos impactos das inundações nos setores socioeconômico e ambientais. “O encontro internacional de cientistas – de várias partes do mundo – apresenta uma oportunidade para um alto nível de comprometimento nos assuntos que norteiam a comunidade global de observação da Terra, principalmente, na área hidrológica.”, afirma o diretor do Cemaden.

 No encontro internacional, foram destacados o progresso e projetos prioritários da GEO na área das Metas de Desenvolvimento Sustentável, do Marco de Sendai em Redução dos Riscos de Desastres e do Acordo de Paris em Mudanças Climáticas.

Promovido pela AmeriGEOSS Initiative do Grupo de Observação da Terra (GEO), dentro da programação está prevista a apresentação do projeto piloto de um sistema de previsão de cheias em escala global, cujo desenvolvimento  tem a participação do Cemaden.

Cemaden e a parceria internacional

Desde o ano passado, o Cemaden realiza um intercâmbio de cooperação técnico-científica com a Joint Research Centre (JRC) da Comissão Europeia, no âmbito da cooperação científica do Projeto de Apoio aos Diálogos Setoriais União Europeia-Brasil, com o objetivo de ampliar as pesquisas e sistemas de monitoramento e alerta de desastres naturais, envolvendo as áreas interdisciplinares de geologia, hidrologia, meteorologia e desastres naturais.

Pesquisadores do Cemaden – unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações –  estiveram, em 2016, no Joint Research Center da Comissão Europeia (JRC – EC), em Ispra, na Itália, para discutir estratégias de colaboração e intercâmbio de dados, informações e pesquisas relacionadas ao monitoramento e sistemas de alertas de desastres naturais.

As visitas e reuniões realizadas em abril, junho e julho de 2016, entre o Cemaden e o JRC, visaram fomentar a colaboração continuada em projetos de pesquisas destinadas a desenvolver métodos inovadores, ferramentas e padrões para condições meteorológicas extremas e de impactos. Os sistemas de modelagem desenvolvidos irão fornecer suporte técnico e científico para a previsão e redução de risco de desastres em escala global e continental.

Em junho de 2017, os pesquisadores e hidrólogos do Cemaden, Conrado Rudorff e Márcio Moraes estiveram no encontro Global Flood Partership (GFP), em Tuscaloosa, Alabama, nos Estados Unidos e apresentaram, respectivamente, as pesquisas intituladas “Análise dos níveis de severidade de alerta de cheia adotados pelo sistema de previsão global GloFAS em relação à informações de vulnerabilidade a inundação em escala local “Linking flood severity thresholds predicted by GloFAS to vulnerability information at local scales” e GloFAS como um sistema de alerta de inundações na defesa civil Acre: análise de desempenho “GloFAS as a flood alert system in Acre civil defense: performance analysis.” Esses trabalhos científicos do Cemaden, realizados em parceria com pesquisadores europeus,  foram mostrados no evento, entre diversas apresentações científicas feitas pelos pesquisadores do GFP. O evento visava unir esforços no desenvolvimento de infraestrutura e sistemas de monitoramento por satélite, modelagem hidrológica e análise de impacto, para melhorar a previsão e gestão de impactos de desastres de inundação em nível global.

“Nesse encontro, conhecemos o Jim Nelson do GEOGLOWS e iniciamos outra frente de colaboração, visando aumentar a resolução espacial do modelo de previsão de vazão em escala global, usando as modelagens para previsão de inundações em bacias hidrográficas brasileiras.”, explica Rudorff, pesquisador do Cemaden.

O sistema de previsão de cheias do projeto GEOGLOWS foi testado em bacias pilotos no Brasil e sua metodologia e resultados estão sendo apresentados aos outros países do continente americano e europeu no evento GEO XIV Plenary, realizado, nesta semana, nos Estados Unidos.

(Fonte: Ascom-Cemaden)

 

Confira também

Cemaden inicia a instalação de equipamentos da RedeGeo para monitoramento e pesquisas aplicadas sobre deslizamentos

    A equipe de pesquisadores da área geodinâmica/geologia, do Centro Nacional de Monitoramento e …