Capa » Noticias » Cemaden inicia Semana Nacional de Ciência e Tecnologia com Aula Magna para alunos de pós-graduação em Desastres Naturais

Cemaden inicia Semana Nacional de Ciência e Tecnologia com Aula Magna para alunos de pós-graduação em Desastres Naturais

O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) abriu a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT-2019), em São José dos Campos (SP), nesta segunda-feira (21), recepcionando  alunos e docentes do curso de pós-graduação em Desastres Naturais, com a Aula Magna ministrada pelo coordenador-geral de Pesquisa e Desenvolvimento do Cemaden, José Marengo, no tema “Risco de Secas e Estresse Hídrico no Nordeste do Brasil: Presente e Futuro.”

Organizada pelo Cemaden, a segunda edição do curso de Pesquisa Integrada em Risco de Desastre (PIRD) tem a participação de 31 alunos e três docentes do curso de pós-graduação do Mestrado Profissional em  Gestão de Risco de Desastre na Amazônia, da Universidade Federal do Pará (UFPA) e  de Mestrado Profissional  em Desastres Naturais pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Os discentes da pós-graduação são profissionais de diversas áreas, como Meteorologia, Engenharias, Geografia, Geologia, Engenharias, Direito e Saúde, bem como de diversas instituições ligadas à Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Ambiental entre outras.

O coordenador-geral de Operações e Modelagem do Cemaden, Marcelo Seluchi  deu as boas-vindas aos participantes do curso de pós-graduação, mostrando,  na apresentação institucional, o panorama dos desastres e eventos extremos e as atividades do Cemaden. Enfatizou o trabalho do cruzamento de informações hidrometeorológicas, geológicas e de vulnerabilidades, mostrando a interação das áreas operacionais para a análise e previsão do risco de desastre, utilizando inovações e modelagens para emissão dos alertas. Mostrou, também, um panorama das linhas de pesquisa do Cemaden, que serão apresentadas com mais detalhes durante esta semana.

Os coordenadores dos cursos de pós-graduação –  profºs. Harryson Luiz da Silva, da UFSC e Hernani José Brazão Rodrigues, da UFPA – fizeram balanço do curso de Mestrado Profissional e os seus objetivos, destacando a importância da capacitação dos profissionais, com aplicação prática em suas regiões, objetivando a contribuição social na área de ameaças naturais, vulnerabilidades e gestão de risco de desastres.

Na Aula Magna, o coordenador-geral e pesquisador, José Marengo, fez a abordagem da seca no semiárido brasileiro, no contexto das mudanças climáticas. Mostrou o panorama histórico das secas concentradas, principalmente, na região nordeste do País. “Os eventos climáticos extremos causam impactos variáveis, dependendo da exposição das vulnerabilidades das pessoas, da localização, da natureza e intensidade.” Ele destacou os impactos globais da seca, que estão ocorrendo não mais pelos fenômenos conhecidos como El Niño e El Niña, mas pelo aquecimento do Atlântico Norte. “As anomalias da redução de chuva, associadas às anomalias da temperatura, impactam a agricultura, principalmente, no nordeste brasileiro. Nessa região,  já aparecem as características de aridez, o que traz um importante alerta.” , enfatiza Marengo.

Atividades durante a SNCT 2019

Durante esta semana, os alunos de pós-graduação da UFPA e UFSC terão atividades acadêmicas envolvendo palestras de pesquisadores e tecnologistas do Cemaden, em diversos temas como: Sistemas e Avaliação de Alertas, Vulnerabilidade da população nas áreas de risco, monitoramento de secas, incêndios florestais, tempestades severas, deslizamentos e inundações. Também, conhecerão o desenvolvimento de sistemas de plataforma e envio de alertas, realizando um simulado na Sala de Situação. Os alunos receberão orientações para as atividades “Monitora-thon”, uma maratona de ideias onde farão apresentação em grupos dos trabalhos, com a participação do coordenador-geral de Operações e Modelagem do Cemaden, Marcelo Seluchi; de Tiago Schnorr do  Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos (Cenad) e de Jorge Pimental , do Serviço Geológico do Brasil  (CPRM).

Durante a SNCT, realizada em todo o País, no período de 21  a 27 de outubro, o Cemaden está com estande de exposição, palestras e oficinas na Avenida da Ciência, no Pavilhão de Exposição do Parque da Cidade, em Brasília.

Na região paulista do Vale do Paraíba, o Cemaden também organizou atividades educativas e culturais, palestras e oficinas, envolvendo alunos e professores de escolas públicas de vários municípios. Essas atividades da SNCT ocorrerão no Parque Tecnológico de São José dos Campos (Cemaden e Unifesp) e no Parque da Cidade, conforme a Programação do Cemaden na SNCT-2019, em Brasília e São José dos Campos 

Fonte: Ascom/Cemaden 

             

Confira também

Programa de Pós-Graduação em Desastres realiza pesquisa aplicada em São Luiz do Paraitinga

Integrado por profissionais de diversas áreas, um grupo de pesquisadores esteve no município paulista de …