Capa » Noticias » Cemaden Educação participa da organização do curso de Educação Ambiental e de Redução de Riscos de Desastres

Cemaden Educação participa da organização do curso de Educação Ambiental e de Redução de Riscos de Desastres

O 1º. Curso de Educação Ambiental para Redução de Riscos e Desastres no Litoral Norte de São Paulo, direcionado a  professores dos municípios da região litorânea paulista, tem a participação do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), pelo Programa Cemaden Educação, entre as instituições organizadoras. O objetivo do curso é auxiliar na formação de uma rede colaborativa envolvendo escolas, comunidades e órgãos públicos na prevenção e monitoramento para redução de riscos de desastres na região.

Programado para ser realizado em cinco módulos, no período de agosto até dezembro deste ano, o curso é promovido pelo Comitê de Bacias Hidrográficas do Litoral Norte (CBHLN) e pela Câmara Técnica de Educação Ambiental (CTEA) executado pela Diretoria de Ensino da Região de Caraguatatuba da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo (SEE). A equipe de pesquisadoras do Cemaden Educação realizou o 2º . Módulo do Curso: Ciência Cidadã e Educação para Redução de Riscos de Desastres.

Entre as instituições organizadoras do curso, além do Cemaden, estão  Instituto Geológico (IG), o Instituto SuperEco o Centro Estudios Desarrollo Regional y Políticas Públicas del Chile – CEDER (Universidad de Los Lagos).

O curso é resultado de acordos realizados no IV Fórum Regional de Educação Ambiental do Litoral Norte – SP. Durante esse evento, constatou-se muitas ações de diferentes instituições voltadas à educação ambiental para prevenção de risco e desastres, porém essas ações não estavam conectadas. Após dois anos da realização desse Fórum, as diferentes instituições organizaram, em conjunto, do 1º. Curso de Educação Ambiental para Redução de Riscos e Desastres no Litoral Norte de São Paulo.

A região do litoral norte do Estado de São Paulo, onde se localiza a Serra do Mar e planície litorânea, há ocorrências de deslizamentos de encostas e inundações, além da ocupação urbana, muitas vezes precária e desordenada. Por isso, as instituições consideraram importante a necessidade da elaboração de pesquisas, de forma a subsidiar a articulação de políticas públicas de redução e prevenção de risco e desastres, além de fomentar a implantação de programas de educação ambiental e auxílio técnico à população.

Fonte: Ascom/Cemaden e Comunicação IG

 

Confira também

Cemaden participa da semana de Ciência e Tecnologia em Brasília e organiza atividades para o Vale do Paraíba

Há 15 anos, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) insere o mês …