Capa » Noticias » Cemaden divulga o Boletim de Impactos em áreas estratégicas para o Brasil

Cemaden divulga o Boletim de Impactos em áreas estratégicas para o Brasil

Foi divulgado ontem (14) o Boletim Mensal de Previsão de Impactos em atividades estratégicas para o Brasil, elaborado pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) – unidade de pesquisa do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC) – onde são mostrados os cenários mais prováveis de impactos nos recursos hídricos e na vegetação, em diferentes setores do Brasil, bem como na agricultura familiar de sequeiro para o semiárido, no decorrer do trimestre abril, maio e junho de 2019 (AMJ/2019).

No boletim, também são mostradas as situações atuais e as projeções de vazões afluentes de alguns reservatórios e dos volumes armazenados nos açudes monitorados no semiárido da Região Nordeste, além as previsões de vazão para o rio Madeira.

A situação de armazenamento do reservatório do Sistema Cantareira (55,2%), em 31 de março, é similar à situação do ano anterior. Em um cenário hipotético de chuvas na média climatológica, o modelo hidrológico projeta que a vazão afluente ficará abaixo da média no decorrer do próximo trimestre (70% da Média de Longo Termo- MLT). Em junho deste ano, o armazenamento no sistema poderá ficar em situação mais favorável, quando comparada ao mesmo período de 2018, na mesma faixa de operação e, portanto, com o mesmo valor máximo potencial a ser extraído.

Já para a bacia afluente ao reservatório Três Marias, o modelo hidrológico projeta uma vazão em torno de 77% da Média de Longo Termo (MLT), situação mais favorável quando comparada ao mesmo trimestre anterior.

Para a bacia afluente ao reservatório Serra da Mesa, o modelo hidrológico projeta uma vazão próxima a 84% da MLT, situação semelhante ao apresentado no trimestre anterior.

A bacia do rio Madeira, na Região Norte, as vazões estão abaixo do nível de inundação e as projeções indicam um leve aumento nos próximos dias, porém o rio encontra-se em processo de vazante.

De acordo com o Índice Integrado de Seca (IIS), considerando um cenário de chuva 20% abaixo do esperado para o trimestre abril-maio-junho, os Estados de São Paulo, Paraná, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul podem ser os mais afetados por condições de seca fraca e moderada.

No cenário em que a precipitação acumulada para o próximo trimestre atingisse 20% acima da média climatológica, ocorreria uma atenuação das condições de seca moderada e severa em todo o Brasil.

Com relação à agricultura de sequeiro, para os municípios inseridos no sul dos Estados do Maranhão e Piauí, há possibilidade de queda da produção agrícola de sequeiro para ambas as condições climáticas.

Informações mais completas do relatório estão disponibilizadas no portal do Cemaden pelo endereço  :  http://www.cemaden.gov.br/boletim-de-impactos-em-areas-estrategicas-para-o-brasil-10042019/

(Fonte: Ascom/Cemaden)

Confira também

Cemaden e Unesp organizam evento sobre Ciências Matemáticas aplicadas à redução do risco de desastres

A aplicação das Ciências Matemáticas para compreensão da ocorrência de fenômenos naturais e para a …