Capa » Noticias » Cemaden divulga o Boletim de Impactos e aponta problemas de seca em algumas regiões

Cemaden divulga o Boletim de Impactos e aponta problemas de seca em algumas regiões

O Boletim Mensal de Previsão de Impactos em Atividades Estratégicas para o Brasil, elaborado pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden)-  unidade de pesquisa do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC) , divulgado na última quarta-feira (11),  apresenta os cenários mais prováveis de impactos em diferentes setores produtivos do Brasil. O relatório traz o  diagnóstico do Índice Integrado de Seca (IIS) para a agricultura familiar de sequeiro para o mês de novembro de 2019 e sua projeção para o mês de dezembro de 2019, assim como a situação dos recursos hídricos no trimestre dezembro de 2019 e janeiro-fevereiro de 2020 (DJF 2019/2020)

Em razão das condições de seca observadas no mês de novembro, destacam-se a persistência na ocorrência de queimadas no Pantanal sul-mato-grossense, a possibilidade de prejuízos ao desenvolvimento da soja nos municípios mais afetados pela seca no oeste do Estado do Paraná e o agravamento das condições de seca no Semiárido brasileiro. Ambos os cenários do IIS para o mês de dezembro (com chuva 20% abaixo e 20% acima da média) indicam condições de seca moderada a severa nestas regiões, que devem ter reflexos na produção agrícola.

A situação de armazenamento no Sistema Cantareira,  em 02 de dezembro (37,9%),  é semelhante à situação do ano anterior (37,5%). Em um cenário hipotético de chuvas na média climatológica, o modelo hidrológico projeta uma vazão afluente inferior à Média de Longo Termo (MLT) no próximo trimestre (84% da MLT).  O armazenamento no final de fevereiro de 2020, ficará em torno de 54%, enquadrando-se na faixa de operação “atenção” (entre 40% a 60%), situação melhor em comparação ao mesmo período do ano anterior (47% de armazenamento).

O boletim traz outras informações sobre a situação atual e as projeções de vazões afluentes aos reservatórios do Sistema Cantareira, Três Marias e Serra da Mesa, bem como os possíveis cenários para os volumes armazenados nos açudes monitorados pelo centro, no semiárido da Região Nordeste: Castanhão e Boqueirão, no decorrer do referido trimestre.

As informações mais detalhadas estão disponibilizadas no portal do Cemaden pelo endereço :

http://www.cemaden.gov.br/boletim-de-impactos-em-areas-estrategicas-para-o-brasil-06122019/

Fonte: Ascom/Cemaden

Confira também

Pesquisadores do Cemaden participam de estudos sobre a Covid-19

Estudos sobre rede de mobilidade das cidades e vulnerabilidades sociais são utilizadas pelos  pesquisadores do …