Capa » Noticias » Artigo interdisciplinar compartilha resultados de Oficina sobre sistemas comunitários de alerta

Artigo interdisciplinar compartilha resultados de Oficina sobre sistemas comunitários de alerta

Um artigo interdisciplinar elaborado por profissionais de diversos setores do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden)  – unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações –   aborda  e traz discussões sobre a formulação de  sistemas comunitários de alerta de desastres, como um dos desafios da Ciência dos Desastres.

Além da abordagem teórica e metodológica sobre a participação da comunidade na elaboração dos sistemas de alerta centrados nas pessoas (uma das recomendações feitas pela Organização das Nações Unidas  -ONU- no Marco de Sendai para Redução de Risco de Desastres 2015-2030), o trabalho científico teve como base as experiências e resultados obtidos no curso de capacitação sobre prevenção de desastres, realizado em dezembro de 2019, no município de Nova Friburgo (RJ).

Coordenado pelo pesquisador do Cemaden, sociólogo Victor Marchezini,  o artigo  intitulado “Sistemas Comunitários de Alerta de Risco de Desastres Associados a Inundações e Deslizamentos: Aspectos Teóricos e Metodológicos” foi publicado, neste mês (julho de 2020), na Revista de Estudios Latinoamericanos sobre Reducción del Riesgo de Desastres (REDER), periódico científico internacional de acesso gratuito. Todos os autores do trabalho contribuíram com o curso realizado em Nova Friburgo, compartilhando conhecimentos técnico-científicos em áreas inter e transdisciplinares na temática sobre monitoramento e prevenção de desastres. São co-autores do artigo:   as tecnologistas da Sala de Situação: meteorologista Caroline Mourão e hidróloga Graziela Scofield; o pesquisador em Geodinâmica, geólogo Daniel Metodiev e a analista em ciência e tecnologia, psicóloga Selma Flores, que atuou nas relações interinstitucionais para a programação  e  realização do curso, além de contribuir na análise de dados sobre as percepções dos participantes em relação à oficina sobre sistemas comunitários de alerta.

Abordagens da capacitação e Oficinas para planejar sistema comunitário de alerta

A capacitação “Pensando a Prevenção de Desastres na Região Serrana : formação de capacidades em Prevenção e Monitoramento”, foi coordenada pelo Cemaden nacional, a convite da Cruz Vermelha do município. O objetivo era o de compartilhar conhecimentos e ferramentas aos membros de entidades envolvidas na gestão de risco de desastres e sociedade em geral, visando maior preparação e autoproteção por parte da comunidade. A capacitação contou com 72 representantes de diversas instituições, como Cemaden-RJ, Instituto Estadual do Ambiente (Inea-RJ), Defesas Civis Municipais do Estado do Rio de Janeiro, Cruz Vermelha de Nova Friburgo, Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso), radioamadores e sociedade civil.

O curso foi baseado no método de pesquisa-ação, um tipo de pesquisa social em que os participantes envolvidos na realidade a ser investigada discutem, de forma cooperativa, a resolução de um problema coletivo, no caso, a estruturação de sistemas comunitários de alerta. A capacitação também contou com uma mesa-redonda, com a participação da Cruz Vermelha e Defesa Civil de Teresópolis. Durante a mesa redonda Luiz Cláudio Rosa, presidente da Cruz Vermelha de Nova Friburgo falou sobre a importância dos cursos de capacitação para a sociedade, defesas civis e demais órgãos envolvidos na prevenção e monitoramento de desastres.  Ubiracy Antônio Pinto, da Defesa Civil de Teresópolis, compartilhou as experiências do município, ressaltando a importância de mais eventos de capacitação e as valiosas trocas de informação entre as instituições. Os participantes da Oficina também trouxeram importantes reflexões sobre a necessidade de envolvimento da comunidade, expressas em avaliações tais como “que tal a população se fazer presente?” ou enxergando a possibilidade de “entender com clareza como engajar minha comunidade à prevenção de desastres”.

Em breve, os resultados também serão compartilhados na Série de Debates “Ciência, Riscos e Desastres”, organizada pelo Cemaden, a fim de disseminar o conhecimento e discussões sobre estruturação de sistemas comunitários de alerta de risco de desastres.

Durante o evento realizado em Nova Friburgo (RJ), o pesquisador Marchezini também dialogou com o Cemaden-RJ sobre a possibilidade de oferecerem esse curso para outros municípios do Estado do Rio de Janeiro. “É preciso que o Cemaden nacional, em parceria com o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) e o Cemaden-RJ, possam organizar esses cursos sobre sistemas comunitários de alerta para outros municípios.”, destaca o pesquisador e recomenda : “É importante capacitar as defesas civis municipais com metodologias e conhecimentos científicos que dialoguem com as comunidades, seguindo as recomendações do Marco de Sendai”.

O artigo “Sistemas Comunitários de Alerta de Risco de Desastres Associados a Inundações e Deslizamentos: Aspectos Teóricos e Metodológicos” pode ser acessado gratuitamente no link:

http://www.revistareder.com/ojs/index.php/reder/article/view/49

Fonte: Ascom/Cemaden

 

Confira também

Vulnerabilidades e construção de capacidades para prevenção de desastres são abordadas em webinário

O terceiro webinário da 5ª edição da Campanha #AprenderParaPrevenir, realizado hoje (06) para abordar a …