Capa » Riscos geo-hidrologicos » 21/10/2016 – Previsão de risco geo-hidrológico

21/10/2016 – Previsão de risco geo-hidrológico

Previsão de riscos geo-hidrológicos para 21/10/2016

Nesta sexta-feira (21/10/2016), o cenário de risco de eventos de inundação e/ou movimentos de massa para as regiões do Brasil é apresentado a seguir:

  • Região Sul: Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

No Paraná, há previsão de pancadas de chuva isoladas, de intensidade moderada a forte, principalmente a partir da tarde na porção leste do estado, incluindo a região metropolitana de Curitiba. Em algumas localidades a chuva poderá ocorrer com forte intensidade e em curto espaço de tempo, podendo ocasionar enxurradas urbanas e inundações rápidas de pequenos córregos em áreas urbanas. Para as regiões citadas, é MÉDIA a possibilidade de envio de alertas de risco geo-hidrológicos.

No Rio Grande do Sul não há previsão de chuva significativa para todo o estado. A estabilização das condições meteorológicas propicia a diminuição do nível de risco e o gradativo cessar dos alertas de movimentos de massa. Para a situação hidrológica, mantem-se ALTA a possibilidade de atualização dos alertas de risco visto à propagação das ondas de cheia e condições de escoamentos dos rios em cada bacia hidrográfica, com atenção especial para as bacias do rio Uruguai, do Caí, Taquari, Jacuí e dos Sinos. Nas demais regiões é BAIXA a possibilidade de abertura/atualização de alertas de risco geo-hidrológico

Em Santa Catarina, mantêm-se vigentes os alertas hidrológicos e de movimento de massa devido aos acumulados observados nas últimas 72 horas. A previsão meteorológica não indica ocorrência de chuva significativa no estado, sendo assim a tendência é de diminuição de nível ou cessar dos alertas em vigência. Logo, é BAIXA a possibilidade de abertura de alertas de risco geo-hidrológico.

  • Região Sudeste: São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

A condição meteorológica indica previsão de chuva para os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Os volumes mais significativos deverão ser observados no nordeste, centro, Serra da Mantiqueira e Região Metropolitana do estado de São Paulo, sul, Região Serrana e Metropolitana do Rio de Janeiro, e no sul de Minas Gerais, Zona da Mata mineira e Região Metropolitana de Belo Horizonte. Nas localidades citadas a precipitação deverá ocorrer em forma de pancadas isoladas com intensidade moderada a forte principalmente a partir da tarde e noite. Neste contexto, o cenário de risco é propício à ocorrência de processos de enxurrada e inundação brusca e, se os acumulados atingirem limiares críticos, movimentos de massa nas regiões em destaque. Sendo assim, nestas regiões é MÉDIA a possibilidade de abertura de alertas de risco geo-hidrológicos. Nas demais regiões, é BAIXA a possibilidade de abertura de alertas.

Formulário de Ocorrências de Desastres Naturais

Gostaria de contribuir, registrando ocorrência de eventos de caráter geodinâmico (movimento de massa) e/ou hidrológico (inundação e/ou enxurrada), no seu município?  Sua informação é bem-vinda,  mesmo  ocorrências  pequenas são de extrema importância para avaliar a qualidade dos alertas emitidos pelo CEMADEN.

Por gentileza, preencha o breve questionário no link abaixo: http://www.cemaden.gov.br/ocorrencias/index.php

Confira também

20/01/2019 – Previsão de Risco Geo-Hidrológico

Neste domingo (20/01/2019), o cenário de risco de eventos geo-hidrológicos para as mesorregiões do Brasil …